Mídias Sociais

Caderno D

FESQ prorroga inscrições e promete festival

Avatar

Publicado

em

 

Encontrando dificuldades para conseguir patrocínio e angariar dinheiro, a produção do Festival de Teatro e Artes de Cabo Frio (FESQ), está prorrogando as inscrições e promete fazer o festival “na garra” este ano.

Ao contrário das edições anteriores, desta vez não haverá premiação em dinheiro e nem ajuda de custo para os grupos participantes. Por isso os produtores pedem o apoio da classe artística e do público para que o evento passe por este momento da melhor forma possível.

Segundo o produtor Ravi Arrabal, os grupos Brasil a fora estão entendendo a situação. É isso que nós pedimos, que participem e se mobilizem. Vamos ter dificuldades, mas o FESQ é maior do que isso. Desta vez faremos o festival na garra mesmo”, contou.

Chegando neste ano à 14ª edição, o FESQ é um dos mais tradicionais festivais de cenas curtas de teatro no Brasil. O evento está marcado para ocorrer entre os dias 19 e 22 de outubro no Teatro Municipal de Cabo Frio. As inscrições podem ser feitas até a próxima sexta-feira (23) pelo site do evento.

Como de costume, haverá alojamento gratuito para os participantes. A premiação será com troféus e certificados.

Grupos de MG e do RJ foram premiados em 2015

Um grupo de Belo Horizonte (MG), um de Cabo Frio (RJ) e outro da cidade do Rio foram eleitos os melhores do Festival de Esquetes e Artes de Cabo Frio, na última edição do FESQ, no Teatro Municipal Inah de Azevedo Mureb. Para os jurados, os esquetes "Meu Nome é Ernesto", do grupo Primitivos (RJ), "Chão de Pequenos", da Cia Negra de Teatro (BH), e "O Velhinho e a Morte", do Creche na Coxia (Cabo Frio), foram os três melhores do FESQ. Cada um deles recebeu premiação de R$ 1.300.

 

O prêmio de Melhor Esquete - Júri Popular ficou com a cena "A Terrível Planície de Kenótita", do coletivo Areia de Comer (RJ), que recebeu R$ 500. Matheus Macena, do mesmo grupo, também levou o prêmio de melhor ator do festival. Jéssica Menkel, de "Meu Nome é Ernesto", levou o de melhor atriz. E Thiago Gambogi foi eleito o melhor diretor por "Chão de Pequenos". Cada um deles recebeu mais R$ 600. As demais categorias ganharam troféus e certificados.

Na noite final foram recolhidos 205 Kg de alimentos doados pelo público. Os alimentos arrecadados durante o festival foram doados para instituições filantrópicas de Cabo Frio. Após os espetáculos no teatro teve ainda a programação do FESQ Música, que foi madrugada a dentro no quiosque Chapelão, na Praia do Forte, com o show do Coletivo Lá Vai Maria.

 

Esio Bellido

Foto: Divulgação

 

 

 

Mais lidas da semana