Mídias Sociais

Caderno D

Feira Livre Periurbana de Búzios é um grande exemplo de que é possível prosperar no setor e levar saúde para a mesa de seus moradores e turistas

Avatar

Publicado

em

 

Eles são os profissionais que trabalham dia após dia, faça chuva ou faça sol, empenhados em cultivar o alimento que chega à nossa mesa, sendo um dos principais motores da economia local e responsáveis por produzir um dos bens mais importantes para o sustento do país. Hoje é o dia do Agricultor e resolvemos homenagear estas pessoas que se dedicam, que se esforçam para vencer na vida e como consequência, nos trazem as maravilhas da natureza para o nosso consumo, para a nossa sobrevivência.

A data foi criada em razão de ter sido neste dia, só que no ano de 1960, a criação do Ministério da Agricultura, no mandato de Juscelino Kubitschek e podemos afirmar que este ofício é um dos mais antigos da história da humanidade, já que existem registros que a agricultura começou no período Neolítico, há cerca de 10 mil anos. Aqui no Brasil, podemos destacar o cultivo da cana-de-açúcar, como uma base importante para o desenvolvimento do setor. Depois podemos destacar o café, que se desenvolveu ao longo do século XIX e a soja no século XX. Hoje estamos no topo da lista dos maiores produtores de café em todo o mundo. A data, portanto, é uma homenagem mais que justa, em prol destes trabalhadores e produtores do campo.

E para ilustrar a data, hoje vamos usar como exemplo, um projeto que vem dando certo, ou melhor, deu certo. A Feira Livre Periurbana de Búzios se destaca e é uma representante do trabalho cuidadoso e especial de produtores que tem como foco, o cultivo de alimentos orgânicos. Final deste ano a feira vai completar dois anos de existência e podemos destacar alguns números que comprovam esse sucesso. Ano passado foi feito um levantamento de como foi a produtividade da feita nos primeiros 365 dias ativa. Os números revelam que todo o esforço está compensando, já que foram comercializadas neste período, 10 toneladas de frutas produzidas exclusivamente no município, e podemos destacar o cultivo da banana, do limão, laranja e tangerina. Na parte de hortaliças, foram 11 mil pés e o aipim quatro toneladas, perto do quiabo, com 3 toneladas. Os ovos também foram destaque, com suas 40 mil unidades. Tudo produzido em pequenos sítios, chácaras e quintais e levados diretamente para este espaço, que também fomenta a cultura. Juntos formam um dos atrativos mais queridos pelos moradores de Búzios e também turistas, que já estão conhecendo a fama do projeto.

Funcionando sempre aos sábados, das 7h as 13h, a Feira Livre Periurbana, é uma ótima pedida para começar muito bem o final de semana. Levar a família, tomar sucos deliciosos, colocar na sacola pães fresquinhos, legumes sem agrotóxico, flores para ornamentar a casa, doces em compota para a sobremesa de domingo e ainda de quebra, curtir apresentações culturais ao ar livre, é a proposta do lugar e tem atraído um público cada vez maior, que adora esse clima sempre muito animado e aconchegante que a feira proporciona. Vale lembrar que a feira mudou de lugar e há cerca de 3 meses está acontecendo em frente a Escola Vereador Emigdio Gonçalves Coutinho, mas ainda permanece na entrada do bairro da Ferradura.

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana