Mídias Sociais

Caderno D

Evento gastronômico mensal é lançado em Macaé com a intenção de revitalizar o centro da cidade

Avatar

Publicado

em

 

Diversão todo mundo gosta e todo mundo quer. Num mundo onde trabalhamos cada vez mais e o tempo tem se tornado artigo de luxo, vivenciar momentos prazerosos em conjunto com assuntos relevantes para a evolução de onde vivemos é mais que bem vindo. É fundamental.

Pensando em diversas questões que permeiam a cidade de Macaé, um novo projeto vai começar a fazer parte da realidade de quem vive no município, onde uma das missões é oferecer uma reflexão bem bacana a respeito do espírito de comunidade, essencial para que vivamos dias cada vez melhores. Além dessa oportunidade, a troca de experiências e inspirações, também são pontos fortes do evento que visa ressaltar a importância pelo interesse dos macaenses em frequentar o centro da cidade.

Essa linda iniciativa foi criada pelos empreendedores Sheila Juvêncio, Paulo Rodrigues e também pelo casal Érica e Daniel Souza e essa proposta bacana vai acontecer hoje(09) na Rua Silva Jardim, no trecho entre as esquinas da Rua Visconde de Quissamã, até a esquina com a Rua Dr. Francisco Portela. A ideia é que o evento caia no gosto do público e aconteça sempre na segunda terça-feira do mês.

Mas voltando ao assunto, vamos entender um pouco o que vai rolar por lá. Em primeiro lugar, o nome do evento já dá uma sensação gostosa de um encontro agradável. Di Tardinha nos leva a pensar naquele café com bolo e um sol se pondo bem alaranjado, tudo recheado com a sensação de relaxamento, além de um bom bate papo entre amigos. "Essa é a proposta; ir além de uma feira gastronômica mensal. É olhar o espaço urbano a partir de uma nova perspectiva, onde o afeto seja o principal personagem, com o objetivo de provocar iniciativas solidárias para pensarmos juntos sobre como as nossas ações podem influenciar o todo, transformar o entorno, trazendo mais vida, cor, arte e alegria para a cidade", destacou Sheila Juvêncio.

Uma programação especial foi elaborada com muito critério para que o evento aconteça em sua plenitude, onde tudo transcorra com alegria, mas também com a oportunidade de refletir sobre os nossos hábitos, os lugares que deixamos de visitar por conta da vida corrida e por aí vai. Além de proprorcionarmos um ambiente acessível, com lazer e produtos diversos, usaremos como base os conceitos da economia criativa, do empreendedorismo social, dos relacionamentos interpessoais, da arquitetura e outros para viabilizar diálogos ricos e oficinas para líderes e sociedade em geral", ressalta Daniel Souza.

Confira a programação que vai começar as 16h:

17h às 18h30

Som Di tardinha - com Lee Stürm. Compositora, escritora e cantora. Formada em Artes Visuais e Artes Cênicas. Em 2009 lançou, junto com Fred Paiva, a coletânea de contos - Mal que se quis, pela Design Editora e em 2012 a coletânea - Quem matou Porfíria Reis? Em 2015 foi premiada melhor cantora do Festival Som da Vez, em Macaé e em conseguinte lançou seu primeiro EP, intitulado Eletrofud, apenas com canções originais. Cofundadora do grupo teatral Colher de Pau, de Jaraguá do Sul e atualmente vocalista do Tangerine.

19h

Papo Di Tardinha com Fábio Silva, empreendedor social, idealizador do Movimento Novo Jeito, do Transforma o maior programa de políticas públicas no País de fortalecimento do terceiro setor e engajamento da sociedade civil. A sua mais nova "invenção" é o Porto Social a maior aceleradora de iniciativas sociais do Brasil.

Papo Di Tardinha com Binho Cultura - Binho Cultura é o nome do menino sonhador batizado como George Cleber Alves da Silva, nascido e criado na Vila Aliança, em Bangu. Com sorriso no rosto, muita imaginação e projetos na cabeça, criou cores e palavras para reescrever sua história e compartilhar com as pessoas sonhadoras como ele. Estudou Ciências Sociais, fundou biblioteca comunitária, centro cultural e a Flizo – Festa Literária da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Mariana Abrantes

Mais lidas da semana