Mídias Sociais

Caderno D

Curta-metragem, gravado em Búzios, vai mostrar história e carreira de ex-árbitro de futebol

Avatar

Publicado

em

 

Gravações “Todo juiz é ladrão, Cabelada não” já foram iniciadas em Búzios e na capital .

Daniela Bairros

 

As gravações do curta-metragem “Todo juiz é ladrão, Cabelada não” já foram iniciadas em Búzios, na Região dos Lagos, e na capital. A produção vai contar a história e a trajetória do ex-árbitro de futebol. Na última quinta-feira (5) ​, foi lançado projeto de financiamento coletivo para a produção do curta-metragem, que está sendo dirigido pelo cineasta Leandro Araújo.

O filme vai mostrar a carreira do árbitro de futebol, considerado o mais “cara de pau” que existiu. “Todo juiz é ladrão, Cabelada não” , além de recordar as divertidas histórias do ex-árbitro carioca dentro de campo, vai registrar da vida do personagem fora dele.

Luiz Carlos Gonçalves, o Cabelada, era conhecido pelo estilo de vida considerando extravagante por colegas de apito e profissionais da imprensa. Amante da boemia, não era raro vê-lo tomando umas cervejas e outras antes e depois de jogos importantes na década de 1970 e 1980.

Carismático fora das quatro linhas, Cabelada era polêmico em campo, sendo até acusado de favorecer sempre os times grandes, especialmente o Flamengo, embora fosse um vascaíno fervoroso. Já no começo da carreira chamava atenção pelo visual marcante: cabeleira avantajada, bigode grosso e barriga saliente. O apelido “Cabelada” caiu na boca do povo.

Se como árbitro estampou as páginas dos jornais de maior circulação do Rio de Janeiro, em Búzios, tornou-se personagem das páginas e das capas do irreverente e anárquico “O Perú Molhado”, onde foi repórter esportivo, comentarista e modelo. Cobriu, pelo jornal, Copas do Mundo e Olimpíadas.

 

Crédito: Divulgação

 

 

 

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Avenida Atlântica, 2.500, sala 22 – Cavaleiros – Macaé/RJ

cliquediario@gmail.com
(22) 2765-7353

Mais lidas da semana