Mídias Sociais

Caderno D

Prevenção ao Abuso Sexual Infantil é o tema do Di Tardinha nesta terça-feira (10) em Macaé

Publicado

em

 

Apoiadores que acreditem em causas sociais podem se unir ao projeto

Bertha Muniz

 

A edição de outubro do Di Tardinha acontece nesta terça-feira (10), em Macaé, com a abordagem do tema: “Quem ama cuida. Prevenção ao Abuso Sexual Infantil”.   O encontro acontece das 16h às 22h, na Rua Silva Jardim, no trecho que compreende as esquinas da Rua Visconde de Quissamã até a esquina com a Rua Dr. Francisco Portela. Para falar sobre o tema, haverá um bate-papo com Isabela de Atayde Pacheco Cordeiro, médica pediatra da enfermaria do Hospital Público de Macaé, do Hospital UNIMED-Macaé e professora substituta de Pediatria UFRJ-Campus Macaé.

 

O projeto visa um encontro mensal de gastronomia e descontração com o intuito de revitalizar o interesse dos moradores de Macaé em frequentar o Centro da cidade. A iniciativa é dos empreendedores Sheila Juvêncio, proprietária da Juvêncio Produções, Paulo Rodrigues, dono do Studio Criativo e do casal Érica e Daniel Souza, proprietários da Casa de Cupcake.

Di Tardinha é uma expressão que remete à nostalgia de um fim de dia, desfrutando de um café com bolo em família, do descanso entre amigos, tempo de relaxar e deixar um pouco de lado a correria da vida urbana.

"Essa é a proposta; ir além de uma feira gastronômica mensal. É olhar o espaço urbano a partir de uma nova perspectiva, onde o afeto seja o principal personagem, com o objetivo de provocar iniciativas solidárias para pensarmos juntos sobre como as nossas ações podem influenciar o todo, transformar o entorno, trazendo mais vida, cor, arte e alegria para a cidade", destacou Sheila Juvêncio.

E para transformar cidades, é preciso que hajam pessoas. Por isso, respostas como a sua podem fazer a diferença e contribuir para o projeto. Apoiadores e patrocinadores que queiram colaborar com a iniciativa podem entrar em contato através do e-mail contatoditardinha@gmail.com. Expositores  interessados em participar também podem buscar informações através do e-mail.

Inspirar para realizar

Mais do que oferecer apenas entretenimento, o projeto busca oferecer uma reflexão a respeito do espírito de comunidade, sendo também um espaço de troca de experiências e inspirações. "Além de proporcionarmos um ambiente acessível, com lazer e produtos diversos, usaremos como base os conceitos da economia criativa, do empreendedorismo social, dos relacionamentos interpessoais, da arquitetura e outros para viabilizar diálogos ricos e oficinas para líderes e sociedade em geral", ressalta Daniel Souza.

O projeto também tem o compromisso de dar visibilidade e encorajar o envolvimento de voluntários em instituições que abracem causas dignas. "Cabe lembrar que cada expositor fará uma doação de 5% a 10% do valor de suas vendas, a serem destinadas à manutenção e movimentação de projetos sociais e culturais da cidade", lembra Paulo Rodrigues.

Foto: Darlan Aranha

 

 

Mais lidas da semana