Mídias Sociais

Caderno D

Pólo Visconde com Marechal chega com novidades em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Nesta semana, o município ganhou mais um pólo, não só gastronômico, mas também comercial. O Pólo Visconde com Marechal, formado por comerciantes das ruas Visconde de Quissamã e Marechal Deodoro.

E para marcar de forma positiva sua chegada na cidade, no próximo dia 8, os participantes se juntaram e trazem para Macaé o "1º Arraiá do Polo Visconde com Marechal". O evento acontece das 17h às 23h, na Rua Marechal Deodoro (trecho entre Visconde de Quissamã e Teixeira de Gouveia) e promete trazer todo o sabor de uma tradicional festa julina. A ideia é fomentar as vendas nos comércios, integrar comerciantes, comerciários e famílias em geral.

Tatiana Gama, uma das idealizadoras e também dona da Le Bar Bistrô, explicou que a ideia vai além de movimentar o Centro da cidade.

“O Arraiá vai abrir o nosso calendário. A ideia do pólo é ter eventos mensais. Já estamos planejando o próximo, mas esse é o nosso marco. O objetivo é somar forças para vencermos, não só a dificuldade econômica de agora, mas também para conseguirmos movimentar mais o Centro da cidade. Mostrar para as pessoas que Macaé também tem outros pontos de lazer. Já se vê que outros bairros têm essa movimentação e o Centro está ficando adormecido. A gente percebe que já pelas 19h o movimento já caiu muito. Então a ideia é essa, que o Centro volte a ficar bem movimentado”, disse, explicando também que busca agregar o máximo de pessoas região ‘Visconde com Marechal’

Marcelo Ferreira, que também é um dos idealizadores e dono da Blest Hamburgueria, finalizou explicando que a iniciativa pode ser também uma opção para driblar o atual cenário econômico.

“Estamos tentando mostrar que se não for bom para todos, não vai ser bom para um só. É bom que a gente se una e faça essa parte da cidade funcionar. E que os outros bairros se mobilizem e façam os seus ‘pedaços’ funcionarem também, porque assim nos vamos fortalecer a cidade toda. E acaba mantendo os empregos dos funcionários, gerar renda... Essa também é uma maneira de contribuir contra a crise do país”, concluiu.

Flávia Martins

Mais lidas da semana