Mídias Sociais

Sem categoria

Garotinho tem pedido de habeas corpus concedido pelo TSE

Avatar

Publicado

em

 

O ex-governador do Rio, Anthony Garotinho teve sua prisão preventiva e domiciliar revogadas nesta quinta, 24, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mediante ao pagamento de fiança no valor R$ 88 mil. A decisão do colegiado apresenta uma série de restrições ao ex-governador: proibição de contato com testemunhas no processo a que responde, não poderá mudar de endereço e se ausentar de sua residência por mais de três dias sem avisar o juiz do caso.

Também não retornar, até o final do processo, à cidade de Campos de Goytacazes, cidade onde teria, segundo as investigações, comandado um esquema de compra de votos. Garotinho foi preso na semana passada em seu apartamento no Flamengo, Zona Sul do Rio, durante a "Operação Chequinho", que apura fraudes no programa Cheque Cidadão. Segundo investigadores, em troca de votos, eleitores eram inscritos no programa que dá R$ 200 por mês a famílias de baixa renda. O ex-governador nega as acusações.

No mandado de prisão, assinado pelo juiz Glaucenir Silva de Oliveira, Garotinho é citado como o "protagonista" das práticas criminosas com outros indiciados. Ele exerceria inclusive uma dominação sobre a Câmara Municipal de Campos, onde é secretário de Governo municipal.

Bertha Muniz

Mais lidas da semana