Mídias Sociais

Destaque

Câmara aprova uso de armas não letais pela Guarda Municipal  de Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Para se tornar lei, documento precisa ser sancionado pelo prefeito. Profissionais serão selecionados e capacitados antes de utilizar novos equipamentos.

A Câmara Municipal de Macaé aprovou o uso de armas não letais pela Guarda Municipal nesta terça-feira (12). Para se tornar lei, ainda é necessária a sanção do prefeito. Os agentes serão selecionados e capacitados pela secretaria de Mobilidade Urbana para usar novos equipamentos.

A mensagem aprovada pelos vereadores havia sido enviada pelo prefeito, Dr Aluizio, através do Projeto de Lei (PL) 023/2015, do Executivo. Após sanção, será permitido o uso de pistola de condutividade elétrica (taser) e bastão (tonfa). De acordo com o projeto, esses equipamentos só poderão ser usados para conter, debilitar ou incapacitar temporariamente e em caso de outros meios se revelarem ineficazes.

O PL recebeu uma emenda do vereador Welberth Rezende (PPS), com o objetivo de retirar do texto original a limitação do uso ao grupamento responsável pelo programa “Crack, é possível vencer”. “A emenda que apresentei buscava adequar a legislação federal para a realidade de Macaé. Não se trata de armas letais, mas sim da regulamentação do Spark (pistola que libera uma descarga elétrica) e do cassetete. Inicialmente, a lei estava voltada para um programa de combate às drogas, mas entendemos que não deveria haver essa limitação”, afirmou Welberth.  Ainda não há estimativa de gastos para a aquisição dos equipamentos.

 


 

Mais lidas do mês