Mídias Sociais

Radar Diário

Pauta da primeira sessão após prisão de vereador em Macaé teria sido esvaziada

Publicado

em

Pouco mais de meia hora. Esse foi o tempo que os vereadores de Macaé levaram para realizar uma das sessões ordinárias mais curtas dos últimos anos, preferindo o silêncio a respeito da prisão do vereador Neto Macaé (PTC), na tarde da última terça-feira, 27. Mas segundo informações dos bastidores do Legislativo, a sessão relâmpago não foi por acaso.

"A pauta era grande, mas ela foi esvaziada. Está todo mundo querendo ir embora. Ninguém quer ficar aqui. Está todo mundo com medo. Todo mundo sabe que isso (crime de Neto Macaé) acontece muito", disse uma fonte ligada à Câmara.

 

Mais lidas do mês