Mídias Sociais

Radar Diário

"O PMDB não me representa", diz líder do governo em Macaé

Publicado

em

 

Ao agradecer a presença de políticos em reunião do PSB realizada na Câmara Municipal de Macaé, no último sábado, 24, o vereador e líder do governo Casa, Dr. Márcio Bittencourt (PMDB, por enquanto), confirmou de vez sua saída do partido pelo qual se elegeu em outubro de 2016.

Em sessão desta terça-feira, 27, ao criticar a polarização política no país, entre PMDB, PSDB e PT, o vereador lembrou os chefões de seu partido no Estado do Rio que estão presos, e confessou que não se sente nem nunca se sentiu confortável no PMDB, deixando claro que pretende deixar a legenda.

"Todo mundo sabe que não me sinto confortável no PMDB. Nunca me senti confortável nesse partido. Estou tentando sair do partido porque hoje o PMDB não me representa no estado", disparou Dr. Márcio, sem, no entanto, explicar porque escolheu o partido para se candidatar nas últimas eleições municipais.

Apesar de não ter dado pistas sobre seu futuro partido, ficou clara a aproximação do vereador com o PSB. Entre os presentes na reunião citada por Dr. Márcio, estavam os vereadores de Macaé, Neto Macaé (PTC), Welberth Rezende (PPS), Luciano Diniz (PMDB), e o atual Secretário de Educação de Macaé e vereador licenciado, Guto Garcia (PMDB), além do ex-vereador de Macaé, Amaro Luiz (PSB), do ex-vereador de Conceição de Macabu, Kódia Ramalho (PSB) e do deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ).


 

Mais lidas do mês