Mídias Sociais

Política

Vacinação contra o coronavírus para idosos com 85 anos ou mais residentes em Macaé prossegue até esta sexta-feira, 26

Publicado

em

 

Com a chegada de novas 210 doses da vacina CoronaVac contra o coronavírus em Macaé nesta segunda-feira, 22, a Prefeitura de Macaé alerta seus moradores com 85 anos ou mais que ainda não se vacinaram a procurar a Casa da Vacina até esta sexta-feira, 26, para se imunizarem.

O atendimento está sendo feito das13h às 16h, mas para facilitar o processo, a população deve fazer o cadastramento através do site da prefeitura, lembrando que a vacinação de pessoas nessa faixa etária que estejam acamados ou com restrição de locomoção prossegue até esta quarta-feira, 24.
De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Lisa Chagas, equipes volantes estão atendendo idosos acamados e restritos cadastrados nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) e os que fizeram o pré-cadastro no site da oficial da prefeitura.
A enfermeira acrescenta que é importante imprimir o QR Code que foi gerado no dia do cadastro prévio através do link, vacina.macae.rj.gov.br, lembrando que a impressão do código deve ser feita tanto pelos idosos que irão receber a equipe volante em casa, quanto pelos que forem até a Casa da Vacina.

Para tomar a 1ª dose da vacina contra o coronavírus , é preciso apresentar o código impresso e um documento de identidade juntamente com um comprovante de residência, que pode ser conta de luz, água, aluguel, entre outras.

Para fazer o cadastramento prévio e facilitar o atendimento, evitando as aglomerações no momento da vacinação, os interessados na vacinação podem acessar o sistema de online para a vacinação contra o coronavírus no site do governo municipal.

“Quem não fizer o cadastro online poderá fazer antes de receber a vacina. Basta levar os documentos de identificação e comprovante de residência. Quem não possuir comprovante de residência, pode levar uma declaração do proprietário do imóvel no qual reside”, explicou a prefeitura.

Já a aplicação da 2ª dose da vacina contra o coronavírus para os profissionais de Saúde acontece entre essa quarta e sexta-feira, 24 a 26, na Cidade Universitária, nas salas 206, 207 e 214, do Bloco A, na sede da Faculdade Municipal Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS), das 9h às 12h, lembrando que é preciso que os profissionais levem documento com foto e CPF, ou Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), além do comprovante da 1ª dose.
De acordo com a prefeitura, a meta é imunizar toda a população, respeitando as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, e que, por isso, a vacinação segue lenta, já que o município aguarda o envio de mais doses das vacinas contra o coronavírus.
Até o último sábado, 20, quando aconteceu o Dia D de vacinação contra o coronavírus, a Secretaria de Saúde aplicou 1.030 doses, iniciando a imunização, que se completa apenas com a aplicação da 2ª dose, para 88% da população acima dos 85 anos moradora de Macaé.

A expectativa é conseguir vacinar todos os 1.177 idosos acima dos 85 anos residentes no município até esta sexta-feira, para que, a partir da próxima semana, a pasta da Saúde faça um balanço definitivo para saber se todos receberam a 1ª dose da vacina.

Além dos profissionais de Saúde que atuam tanto na rede pública quanto na rede privada de Macaé, e dos idosos acima dos 85 anos, fazem parte do 1º grupo prioritário de vacinação contra o coronavírus constantes no PNI, idosos institucionalizados, e as populações indígenas e quilombolas.

Na última sexta-feira, 19, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantiu que sua pasta fará modificações no PNI para a inclusão dos professores na lista prioritária, após reunião com representantes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

A decisão atende ofício enviado ao ministro pelo prefeito de Macaé, Welberth Rezende (CIDADANIA), que, por sua vez, atendeu requerimento do vereador Thales Coutinho (PODE), sobre a medida, num momento em que diversos entes federativos municipais e estaduais discutem protocolos de retomada das aulas presenciais em todo o país.

Mais lidas da semana