Mídias Sociais

Política

TSE prepara esquema especial de segurança para julgamento da chapa Dilma-Temer

Publicado

em

 

Grande expectativa pela retomada do julgamento faz TSE pedir reforço no policiamento durante julgamento

Foto: Reprodução

Tunan Teixeira

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retoma nesta terça-feira, 6, o julgamento da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 194358, um dos maiores dos últimos anos, que pode cassar os mandatos da ex-presidente, Dilma Rousseff (PT), e do atual presidente, Michel Temer (PMDB), presidente e vice na chapa eleita em outubro de 2012.

Segundo o TSE, devido à expectativa por um grande número de pessoas circulando no prédio do Tribunal durante o julgamento, a segurança no local e nos arredores será consideravelmente reforçada.

Para promover esse reforço, a Secretaria de Segurança do TSE contará com o apoio de efetivo da Polícia Militar (PM), Batalhão de Choque e Batalhão da ROTAM.

“O policiamento, que começará às 8h de terça-feira, se estenderá por todo o perímetro dos prédios do TSE, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior do Trabalho e Embaixadas da Austrália, Reino Unido, França e Estados Unidos”, detalhou o TSE.

O julgamento pode dar fim ao mandato do atual presidente, um dos mais rejeitados da história republicana do Brasil, que assumiu o cargo depois de um golpe político-institucional orquestrado por um de seus maiores aliados, o então Presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em outubro de 2016, por envolvimento na Operação Lava Jato.

A pressão sobre Temer aumentou desde 17 de maio deste ano, quando vazaram áudios de delações premiadas dos donos da JBS, um dos maiores frigoríficos do país, em que o presidente é citado como tendo envolvimento direto na compra do silêncio de Cunha, mas se mantém no cargo graças à blindagem de outro Presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que vem rejeitando um pedido de impeachment atrás do outro contra o então vice de Dilma na campanha de 2012.

Para manter a segurança durante o julgamento, TSE divulgou diversas medidas que irá tomar, em várias áreas do prédio e nas imediações, onde se espera grande presença de manifestantes a favor da cassação de Temer.

“Além disso, os estacionamentos localizados ao redor do prédio do TSE serão interditados a partir da meia-noite da próxima terça e haverá retenção de veículos em dois trechos a partir das 17h. Algumas horas antes do início do julgamento, cães farejadores farão uma varredura na área interna do Tribunal. Haverá a intensificação da inspeção nas entradas principais do prédio do TSE, especialmente no térreo e no subsolo, por meio dos equipamentos de raio-X e pórticos detectores de metais, sendo que algumas áreas internas do Tribunal terão acesso restrito”, reforçou o TSE, acrescentando que, no prédio principal, os elevadores que ficam nas extremidades (trechos 2 e 5) serão de acesso exclusivo das autoridades.

O TSE informou que contará também com o apoio do Corpo de Bombeiros, que disponibilizará uma viatura para atender a qualquer eventualidade, e de uma UTI Vida, para o caso de pessoas precisarem de atendimento de emergência.

Sessões de julgamento – Segundo o Presidente da Corte Eleitoral, Ministro Gilmar Mendes, duas sessões extraordinárias foram convocadas para o julgamento exclusivo da Aije 194358, além das sessões ordinárias já agendadas.

O TSE explicou que os ministros deverão se reunir a partir das 19h desta terça, e que as outras sessões estão marcadas para quarta, 7, também às 19h, com mais duas para quinta-feira, 8, uma às 9h e outra às 19h.

O Tribunal confirmou que as sessões de julgamentos serão abertas ao público, bastando se identificar na portaria para assistir, mas respeitando a lotação do local e a vestimenta adequada.

No Plenário, que comporta 240 pessoas sentadas, serão reservados assentos para advogados e autoridades, e para realizar a identificação desses visitantes haverá reforço na segurança, bem como será instalado um detector de metais próximo à entrada do Plenário.

São esperados ainda 120 jornalistas, 20 dentro do Plenário do TSE, e mais 100 do lado de fora, onde será instalado um telão transmitindo a sessão para que todos possam se acomodar confortavelmente

Quem quiser acompanhar as sessões fora do Tribunal, poderá fazê-lo pela TV Justiça e também pelo canal da Justiça Eleitoral no YouTube, que transmitirão o julgamento ao vivo durante os 3 dias de duração.

 

Mais lidas da semana