Mídias Sociais

Política

TSE divulga balanço após fim do prazo para regularização da situação eleitoral antes das eleições municipais deste ano

Avatar

Publicado

em

 

Terminado o prazo para a regularização da situação dos eleitores interessados em participar as eleições municipais de outubro deste ano, na última quarta-feira, 6, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta semana que mais de 1 milhão de pessoas fizeram a solicitação virtual à Justiça Eleitoral.

O fim do prazo também era o último dia para a realização de alterações no Cadastro Nacional de Eleitores antes das Eleições Municipais 2020, como a regularização do título de eleitor, entre outros serviços que estavam disponíveis no site do TSE.

De acordo com o Tribunal, os requerimentos feitos pela internet ainda serão analisados pela Corregedoria-Geral Eleitoral (CGE), órgão do próprio TSE, até o próximo dia 3 de junho, quando então será divulgado o número de eleitores que efetivamente tiveram a sua situação cadastral regularizada e poderão votar para prefeitos e vereadores em outubro.

Além desses, cerca de 4,4 milhões de eleitores que tiveram o título suspenso por não comparecerem às revisões biométricas realizadas no biênio 2019-2020 também foram reabilitados a votar em 17 estados do Brasil, entre eles o Estado do Rio de Janeiro.

“A possibilidade de requerer a regularização da situação cadastral na Justiça Eleitoral pela internet, por meio do Título Net, surgiu em decorrência das medidas adotadas para combater a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. Com a suspensão do atendimento presencial nos cartórios eleitorais, os eleitores puderam também pagar multas eleitorais e alterar seus dados cadastrais, entre outros serviços, sem precisar sair de casa. A coleta da fotografia e da biometria, nesses casos, ficou adiada para quando o regime de plantão extraordinário da Justiça Eleitoral for encerrado e os cartórios eleitorais retomarem o atendimento presencial ao público”, explicou o TSE nesta semana.

Ao todo, 1.040.323 eleitores brasileiros das 27 unidades da federação, assim como os residentes no exterior, fizeram o requerimento dos serviços como a 1ª via do título, a transferência de residência eleitoral, a alteração de dados pessoais, a alteração de local de votação por justificada necessidade de facilitação de mobilidade, e a revisão para a regularização de inscrição cancelada.

O TSE também revelou que, entre 20 de abril e 6 de maio, foram contabilizados 73.697.662 acessos à páginas em todos os portais da Justiça Eleitoral, incluindo os sites dos Tribunais Regional Eleitorais (TREs), resultando em uma média diária de 4.335.157 visualizações de página, número superior ao dos 3 primeiros meses do ano, quando a página do Tribunal obteve 69.678.263 visualizações, equivalente a uma média de 774.203 visualizações por dia.

“Isso significa que, em duas semanas, a infraestrutura web da Justiça Eleitoral recebeu um volume maior do que ela suporta em um trimestre inteiro. A média diária de visualizações de página nas últimas duas semanas foi 5,59 vezes maior do que em todo o período anterior. O portal da Justiça Eleitoral sozinho somou 11.221.827 visualizações, sendo mais de 5,5 milhões apenas na página sobre atendimento nos TREs (49,19%). Em todo o 1º trimestre, o Portal da Justiça Eleitoral não chegou a 1 milhão de acessos”, avaliou o TSE.

Mais lidas da semana