Mídias Sociais

Política

Servidores municipais de Cabo Frio têm até esta sexta, 14, para fazer recadastramento do Pasmed

Publicado

em

 

Termina na próxima sexta-feira, 14, a repescagem para o recadastramento do Programa de Assistência Médica aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Pasmed), que pode ser feito das 9h às 17h, na sede do Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf), em São Cristóvão.

De acordo com a prefeitura, a estimativa é de que o Pasmed reabra no 1º trimestre deste ano, após o Ibascaf adotar um sistema de pontos como forma de atender às necessidades dos servidores e, ao mesmo tempo, admitir o controle dos recursos financeiros.
“Podem fazer o recadastramento os servidores municipais que já constavam da base de cadastro do programa entre janeiro e março de 2020. Até o momento, 2.098 funcionários realizaram o cadastro. Para fazer o recadastramento é necessário apresentar original e cópia de documento de identidade com foto do servidor e de cônjuge; CPF, comprovante de residência em nome do servidor; contracheque do titular referente a janeiro, fevereiro e março de 2020; e certidão de casamento ou escritura de União Estável. No caso de os dependentes serem filhos ou enteados, deverá ser apresentada certidão de nascimento e a carteira de identidade. Já no caso de dependentes com algum tipo de deficiência, será preciso apresentar laudo médico”, detalhou o governo municipal.

Ainda sobre o trabalho feito para a reabertura do Pasmed, a prefeitura revelou que, depois dos estudos e levantamentos feitos pela equipe do Ibascaf, foi estabelecida uma pontuação para procedimentos, consultas e, também, para servidor (120), cônjuge (120) e dependente (20 cada).

Esses pontos acumulados pela família poderão ser usados conforme uma tabela divulgada pelo governo municipal, com consultas de Fonoaudiólogo (20 pontos), de Psicólogo (20 pontos), de Médico (40 pontos), e de Odontólogo (40 pontos); qualquer procedimento de Fisioterapia (10 pontos); processos odontológicos de Odontologia Preventiva (10 pontos), Restauração e Tratamento (20 pontos), Extração, exceto de siso (30 pontos), e Tratamento de Canal (80 pontos); além de exames Laboratoriais Básicos (20 pontos), Raios-X e Densitometria Óssea (30 pontos), Ultrassonografia (30 pontos), Cardiológicos (40 pontos), Oftalmológicos (40 pontos), Otorrinolaringologista (40 pontos), Ultrassonografia com Doppler (80 pontos), Ressonância Magnética (80 pontos), Tomografia Computadorizada (80 pontos), Endoscopia e Colonoscopia (80 pontos), e Eletroencefalogramas (80 ponto).

“Nesse sistema, os pontos do grupo familiar são para uso mensal e não são cumulativos. Devem ser usados conforme a pontuação da cada procedimento e/ou consulta, sempre dentro do número de pontos do grupo familiar. Então, um grupo familiar formado, por exemplo, de servidor, cônjuge e 2 dependentes terá no mês 280 pontos para uso no Pasmed. Se esse grupo familiar for a duas consultas (médico = 40 pontos / psicólogo = 20 pontos); fizer um exame cardiológico (40 pontos); um exame laboratorial básico (20 pontos), uma ressonância (80 pontos) e um Raio-X (30 pontos) terá usado 230 pontos, ou seja, dentro da margem mensal do grupo familiar. O total de pontos do grupo familiar também pode ser usado por apenas um membro do grupo, caso seja necessário. Para utilizar o Pasmed, é necessário que servidores e seus dependentes sejam cadastrados no programa”, explicou o município.

Mais lidas da semana