Mídias Sociais

Política

Segunda rodada da seletiva para o Carioca da Série A terá clássico regional nesta quinta-feira, 27

Publicado

em

 

Estádio Ary de Oliveira (foto) receberá clássico campista entre Goytacaz e Americano com portões fechados devido à punição imposta pela Justiça Desportiva do Estado à torcida do Goyta depois da estreia

O futebol da região terá seu último clássico de 2018 nesta quinta-feira, 27, quando estiverem, mais uma vez, frente a frente, os rivais campistas Goytacaz e Americano, em duelo pela segunda rodada da seletiva do Campeonato Carioca da Série A.

O jogo está marcado para as 17h, no Ary de Oliveira, casa do alvianil campista, que amarga a lanterna da seletiva junto com o tradicional América do Rio, depois de ser derrotado na estreia da competição pelo Nova Iguaçu, por 2 a 1 fora de casa.

Em 16 de setembro de 2017, os dois rivais se enfrentaram pelas semifinais da Série B1, valendo vaga de acesso para a elite do futebol carioca, e mesmo jogando fora de casa, no Eduardo Guinle, o Goytacaz bateu o rival avinegro por 1 a 0, com gol de Luquinha aos 44 do segundo tempo.

Apesar de não ter aquele clima de decisão, o jogo desta quinta pode ser um dos mais importantes da história do confronto, já que vale o acesso definitivo para a Série A, e não apenas para uma seletiva do torneio principal.

Mais de 1 ano depois, a situação dessa vez se inverte, com o melhor início do Americano, que bateu o América por 1 a 0 na primeira rodada e está empatado na liderança com o Nova Iguaçu com 3 pontos, mas em 2º pelos critérios de desempate.

Para o alvinegro, uma vitória deixaria o time em ótima situação, já que o líder da seletiva terá parada dura contra o Macaé, no Moacyrzão, às 16h, no sábado, 29, enquanto o Goytacaz busca se recuperar da estreia ruim.

Mesmo com a importância e a rivalidade deste Goyta-Cano, o Tribunal de Justiça Desportiva do Estado do Rio (TJD-RJ) negou recurso do Goytacaz e manteve o jogo desta quinta com portões fechados.

A punição foi aplicada após a estreia da seletiva, em que torcedores do alvianil tentaram invadir o vestiário do Nova Iguaçu depois de uma confusão que começou com troca de ofensas entre a torcida e o goleiro Paulo Henrique.

A segurança particular do estádio foi acionada para conter o tumulto e 3 disparos de arma de fogo foram efetuados, fato que levou o TJD-RJ puniu os 2 lados, impedindo o Goyta de contar com sua torcida nos jogos dentro e fora de casa até que o caso seja julgado ou reavaliado de maneira preliminar, e interditando o Laranjão, estádio do Nova Iguaçu.

Terceiro time da região na disputa e terceiro na classificação, com 1 ponto, o alvianil da Capital Nacional do Petróleo começou surpreendendo com o empate em 1 a 1 com o Resende, fora de casa, e dentro de seus domínios, no sábado, tentará superar o time da Baixada Fluminense e conseguir sua primeira vitória na seletiva. O Resende enfrenta o América, em Los Larios, na sexta-feira, 28, às 19h30.


 

Mais lidas do mês