Mídias Sociais


Política

Rio Macaé recebeu vistoria de representantes do Inea na última semana como parte das atividades de seminário

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé e representantes do Instituto Estadual de Ambiente (Inea) promoveram, na última sexta-feira, 15, uma vistoria do Rio Macaé com objetivo de mostrar aos representantes estaduais as potencialidades do baixo curso do rio.

De acordo com o município, a visita representou a parte prática da programação do Seminário Sistema de Outorga: do Licenciamento à Cobrança, promovido no dia anterior, na Cidade Universitária, pelo Inea e pela Secretaria de Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal de Macaé.

“A vistoria de campo é uma atividade complementar do seminário. Hoje (15) é uma imersão de tudo que foi apresentado, ou seja, vivenciar o rio diretamente. O principal problema identificado foi a calha do rio assoreada. Mas com os trabalhos do governo municipal de duplicação da ponte Ivan Mundim, os serviços irão se estender ao longo da calha do rio, com maior qualidade ambiental e para utilidade de todos ”, avaliou o coordenador de Políticas Públicas, Rodolfo Coimbra, da Secretaria de Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal.

Diretor de Segurança Hídrica e Qualidade Ambiental do Inea, Hélio Coelho Filho afirmou durante a vistoria ao Rio Macaé que o órgão ligado ao governo estadual apresentou os mecanismos de licenciamento do Instituto.

“O intuito é que toda a população e as empresas instaladas na cidade possam ter uma visão clara das nossas atividades sustentáveis, por meio de um trabalho de educação, informação e conhecimento. Além disso, buscamos identificar a situação do Rio Macaé e suas potencialidades. Macaé é uma cidade linda, acolhedora, que não tem somente potencial de petróleo, mas também de água. Portanto, é preciso trabalhar a economia e a sustentabilidade, sendo fundamental preservar a natureza”, explicou Hélio Coelho Filho.

A prefeitura lembra que o seminário, que apresentou um conjunto de regras e leis sobre a política estadual de recursos hídricos, contou debateu diversos temas, como a gerência de instrumentos de recursos hídricos e governanças das águas, o serviço de regulação de recursos hídricos, o sistema de apoio ao Sistema Estadual de Recursos Hídricos, o serviço de informação hidrológica, a gerência de informações hidrometeorológicas e de qualidade das águas, o serviço de avaliação quali-quantitativa das águas, e o núcleo de alerta de cheias.

Mais lidas da semana