Mídias Sociais

Política

Rio das Ostras e Macabu seguem Macaé e retomam uso de máscaras obrigatórias para prevenção do coronavírus

Publicado

em

 

O aumento do número de casos de coronavírus em algumas cidades da região já preocupa as prefeituras de Macaé, Rio das Ostras e Conceição de Macabu, que voltaram a divulgar informações e medidas sobre a situação da pandemia em suas cidades.

Em Rio das Ostras, o prefeito Marcelino Borba (PV), também decretou, em publicação nos atos oficiais, o retorno da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual em ambientes fechados, seguindo o que a Prefeitura de Macaé feito o mesmo, dias antes, em anúncio do prefeito Welberth Rezende (CIDADANIA).

Entre os locais fechados presentes no decreto e em comunicação publicada no Instagram da Prefeitura de Rio das Ostras, estão repartições públicas e privadas, transporte coletivo, instituições bancárias, instituições de saúde públicas e privadas, e instituições de longa permanência, além de todas as unidades de assistência social.

Ainda segundo a publicação na rede social, a justificativa apresentada pela prefeitura para o retorno da medida de prevenção ao contágio do coronavírus, está o aumento de cerca de 26% no índice de pessoas positivadas pela doença na cidade.

Em Macaé, a prefeitura segue dando destaque para a campanha municipal de vacinação principalmente para que quem ainda não completou o esquema de imunização (duas doses das vacinas CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer, ou a dose única da Janssen), que deve comparecer a um dos 36 polos de atendimento espalhados pelo município.

Segundo o governo de Macaé, a partir desta segunda-feira, 13, todas as salas de vacinação do município serão reabastecidas com as doses das vacinas contra o coronavírus, direcionadas à população geral a partir de 12 anos (1ª, 2ª e 3ª dose), para as crianças de 5 a 11 anos (1ª e 2ª dose) e para a população geral a partir dos 50 anos que já pode receber a 4ª dose, ou 2ª dose de reforço.

Completar o esquema vacinal é fundamental para garantir maior proteção contra a Covid-19 (sigla, em inglês, para Coronavirus Disease 2019). Orientamos a população para que confira as datas de retorno da 2ª, 3ª e 4ª doses, e procure os nossos polos de vacinação”, reforçou o secretário adjunto de Atenção Básica, Luiz Carlos Braga.

De acordo com a prefeitura, atualmente, Macaé já garantiu a vacinação da 1ª dose para quase 90% da população com idade a partir de 5 anos, mas apenas 78,8% receberam a 2ª dose, e 46% da população geral com idade a partir de 12 anos recebeu a 3ª dose.

Em Conceição de Macabu, a prefeitura divulgou, neste fim de semana, a informação de duas mortes por coronavírus, todos de pessoas com idade acima dos 50 anos, sendo que em 1 dos casos, a pessoa não havia tomado sequer a 1ª dose das vacinas.

“Devido à gravidade e faixa etária dos pacientes, a Secretaria de Saúde definiu pela coleta de material biológico, a ser enviado para o Laboratório Central [de Saúde Pública Noel Nutels, LACEN-RJ], no Rio de Janeiro, permitindo a análise da variante do vírus”, contou a Prefeitura de Macabu, que anunciou o retorno com a obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos e fechados para esta segunda-feira.

Ainda segundo a prefeitura da cidade, a Secretaria de Saúde já planeja o retorno, nesta semana, do Centro de Referência de Síndromes Gripais, que foi incorporado ao Hospital Ana Moreira no momento de redução do número de casos, mas voltará a ser porta exclusiva para pacientes com sintomas do coronavírus.

“Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) realizam teste rápido, portanto a orientação é que a população só procure o serviço de urgência do Ana Moreira em casos de sintomas moderados a graves”, ressaltou o governo de Macabu.

Mais lidas da semana