Mídias Sociais

Política

Hospital universitário de Cabo Frio ganhará curso de Medicina da UERJ para 2023

Publicado

em

 

O Hospital Universitário Reitor Hesio Cordeiro (HURHC), em Cabo Frio, recebeu, na última sexta-feira, 10, o governador Cláudio Castro (PL), e o prefeito da cidade, José Bonifácio (PDT), entre outras autoridades, para o lançamento do curso de Medicina da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Com o anúncio, o HURHC, que está em funcionamento há 6 meses, passará a ser um espaço de formação dos futuros profissionais, com previsão de início do curso e a formação das primeiras turmas para 2023.

Além do governador e do prefeito de Cabo Frio, o evento contou com a presença do secretário estadual de Ciência e Tecnologia, João Carrilho, do reitor em exercício da UERJ, Lincoln Tavares, do ex-reitor da UERJ, Ricardo Lodi, do diretor-geral do HURHC, Francisco Barbosa, e da diretora Beatriz Trindade.
Para o governador do Rio, o HURHC será importante para mudar a realidade da saúde pública
Castro destacou a importância do HURHC para mudar a realidade do setor de saúde no município e no Estado, com um ensino voltado para a ciência, a tecnologia e o conhecimento, ampliando as possibilidades dos moradores da cidade e da região.
“Um hospital universitário como este é fundamental para que a gente mude a realidade. Não dá para pensar em um futuro sem ciência e tecnologia. Esse é o estado que a gente quer, um Rio de Janeiro que tenha segurança, oportunidades e que seu povo seja tratado com dignidade”, disse Cláudio Castro.

Secretário estadual de Ciência e Tecnologia, João Carrilho lembra que a UERJ é uma das melhores faculdades do mundo, e o curso de Medicina, em uma instituição pública e gratuita era um sonho dos municípios da região.
“Teremos uma das melhores faculdades do mundo, com curso de Medicina tão sonhado pela cidade [de Cabo Frio] e cidades vizinhas. Uma universidade pública, gratuita e de qualidade”, reforçou o gestor estadual.

Além do curso de Medicina, a UERJ oferecerá ainda os cursos de licenciatura em Geografia, e de bacharelado em Ciências Ambientais, em um prédio que está sendo alvo de uma ação da própria UERJ de desapropriação na Justiça.

Segundo informações do portal G1, a previsão é de o vestibular para essas vagas seja realizado em dezembro desse ano, em exame único, com 60 questões objetivas e uma prova de redução com o início das aulas no ano letivo de 2023.

Mais lidas da semana