Mídias Sociais


Política

Projeto Lugares de Memórias, em Macaé, abre agenda e retoma atividades em agosto após mais de 2 anos

Publicado

em

 

Promovido pela Prefeitura de Macaé, através do Solar dos Mellos, o projeto Lugares de Memórias já tem data para ser retomado pela Secretaria de Cultura, voltando com suas atividades a partir do próximo mês de agosto.

De acordo com o município, a proposta de trabalho de educação patrimonial busca levar crianças e adultos a um processo ativo de conhecimento, apropriação e valorização de sua herança cultural da cidade que completa 209 anos no próximo dia 29.

Criado em 2014 e interrompido desde 2020, durante o período mais crítico da pandemia do coronavírus, o projeto Lugares de Memórias voltou a ter sua agenda aberta para marcação das visitas a espaços culturais e históricos de Macaé, lembrando que a participação é gratuita.

Neste retorno do projeto, a prefeitura já divulgou 2 destinos, o Forte Marechal Hermes, na Imbetiba, e a Igreja dos Jesuítas da Fazenda do Santana, no Morro de Santana, que acontecerão em datas distintas, a partir do próximo dia 3 de agosto.

O município revelou que a marcação das visitas deve ser feita para grupos de, no mínimo, 10 pessoas, e, no máximo, 30 pessoas, e podem ser feitas pelo telefone (22) 2759-5049 ou através do e-mail, msolardosmellos@gmail.com.

Após a solicitação para a marcação da visita, o Solar dos Mellos enviará um e-mail de confirmação de agendamento junto com a ficha de inscrição e as orientações pertinentes a cada roteiro, lembrando que o museu não disponibiliza o veículo de transporte para o passeio.

“O ponto de embarque e desembarque deverá ser no Solar dos Mellos, na Rua Conde de Araruama, 248, no centro da cidade, onde o grupo será recebido por guia especializada para o seu acolhimento, orientação e condução. As visitas guiadas acontecerão às quartas-feiras, das 9h às 11h30, ou das 14h às 16h30. O passeio tem duração de 2h30”, detalha a prefeitura.

Secretário de Cultura, Leandro Mussi reforçou a importância dos projetos e programas promovidos pelo Solar dos Mellos para a educação patrimonial, que conscientiza as pessoas sobre a relevância e os cuidados com lugares históricos da cidade.

“O Solar dos Mellos realiza programas que ressaltam a importância da educação patrimonial, pois se trata de um processo permanente e sistemático de trabalho educacional centrado no patrimônio cultural como fonte primária de conhecimento e enriquecimento individual e coletivo”, explicou o gestor.

Diretora do Solar dos Mellos, Patrícia Barboza também lembra que o trabalho de educação patrimonial capacita os visitantes para um melhor usufruto dos bens culturais e propicia a geração e a produção de novos conhecimentos, num processo contínuo de criação cultural.

Destinos desse 1º mês de retorno, o Forte Marechal Hermes é uma construção originária do Forte Santo Antônio do Monte Frio, instalado no início do século XVII para proteção do porto de Macaé, tendo sua bateria sido a 1ª construída por ordem do próprio marechal que dá nome ao forte, e inaugurada em 15 de abril de 1910.

Segundo a prefeitura, a visita guiada ao forte culmina no posto de comando a céu aberto, que se comunica acusticamente, através de galerias, com 4 canhões Armstrong calibre 154.4, que ficam na parte superior do forte e representam as conquistas alcançadas pela cidade.

Já a Igreja dos Jesuítas da Fazenda de Santana, outro dos primeiros destinos escolhidos pelo Lugares de Memórias, pertencia à antiga Fazenda de Macaé, ou Fazenda de Santana, tendo sido construída pelos padres da Companhia de Jesus no século XVIII, na sesmaria que foi solicitada por eles, no ano de 1630, para o estabelecimento de um engenho e lavoura canavieira.

De acordo com o município, a visita guiada à Igreja de Santana tem por roteiro detalhes históricos de criação e composição da capela, e acesso ao museu da igreja, com objetos sacros que retomam o século XVII, além de apontamentos e curiosidades sobre o Cemitério de Santana.

Mais lidas da semana