Mídias Sociais

Política

Projeto do novo Terminal Portuário de Macaé será apresentado em audiência pública em novembro

Publicado

em

 

Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, em Macaé, receberá representantes da EBTE, empresa responsável pelo projeto do novo Terminal Portuário de Macaé (Tepor) em audiência pública marcada para o dia 7 de novembro

Está marcada para o próximo dia 7 de novembro uma audiência pública que tratará projeto do novo projeto do Terminal Portuário de Macaé (Tepor), que acontecerá no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho.

O evento, que começa a partir das 19h, foi marcado pela Comissão Estadual de Controle Ambiental (CECA) após a aceitação dos estudos de impacto ambiental por parte do Instituto Estadual de Ambiente (INEA).

Segundo a EBTE, empresa responsável pelo projeto do Tepor, o novo projeto contempla a ampliação de atividades visando atender às novas demandas do setor de petróleo e gás, e outras atividades industriais, comerciais e de serviços, contribuindo para a diversificação regional.

“Esta ampliação do projeto exigiu a realização de novos estudos, envolvendo mais de 70 profissionais especializados em mais de 15 áreas de conhecimento engajados em dois anos ininterruptos de adequação do projeto e de trabalho de campo, além da consulta bibliográfica a cerca de 800 livros, documentos e trabalhos científicos. Somando um total de 7.388 páginas, o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) atendeu a mais de 400 itens contidos nas 41 páginas da Instrução Técnica exigidos pelo órgão licenciador, além das questões levantadas nas duas audiências públicas já realizadas”, explicou a empresa.

Conforme descrito no projeto, a área marítima do Tepor será composta de 2 Terminais, sendo o Terminal A, que terá 532.299 metros quadrados (m²) e o Terminal B com 53.863 m² para realizar diversas operações relativas à produção e perfuração localizadas nas Bacias de Campos e Santos.

O novo complexo portuário de Macaé contará ainda com uma Unidade de Regaseificação, um Sistema de Resfriamento de C3 e C4, e uma Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN), localizada na parte terrestre do projeto, que teráde 6.042.682 m², contando com uma enorme retroárea e por galpões industriais, pátios de estocagem de materiais e equipamentos, prédio administrativo, estacionamento para funcionários e visitantes, controle de acesso e uma Estação de Tratamento de Esgotos e Efluentes (ETEE).

Além de toda estrutura necessária para a indústria do petróleo, o novo Terminal Portuário de Macaé contará com a Rodovia Transportuária para sua construção e futuras operações, que está em fase de licenciamento pela Prefeitura de Macaé.

Fruto de um projeto municipal que acabou vinculado ao projeto do porto, devido à logística para sua construção, a nova rodovia conectará o Tepor à RJ-168 e à BR-101, evitando o trânsito pesado na área urbana da cidade.


 

Mais lidas do mês