Mídias Sociais

Cidades

Produção de petróleo e gás natural da Petrobras seguiu crescendo em setembro

Avatar

Publicado

em

 

Apesar de toda a crise ao redor da empresa, após as investigações da Lava Jato, que culminaram com a derrubada da Presidente Dilma Rousseff (PT), a Petrobras segue batendo recordes de produção de petróleo e gás natural.

Em setembro, segundo dados da empresa, a produção novamente superou a marca de agosto, chegando a 2,88 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), o que representa um crescimento de 1,4% em relação ao mês anterior.

O novo recorde, porém, se deu na produção nacional, com 2,75 milhões boed produzidos no Brasil, enquanto os demais 1,3 mil boed foram produzidos no exterior. A nova marca represente novo recorde mensal na produção de petróleo e gás natural em território brasileiro, sendo maior que os 2,72 milhões boed produzidos no país em todo mês de agosto desse ano, com uma média de 2,24 milhões de barris por dia (bpd).
A empresa também recordes de produção no pré-sal, onde a produção de petróleo e gás natural operada pela Petrobras alcançou 1,46 milhão de boed, obtendo um aumento de 7,3% em relação ao mês anterior.
Segundo a empresa, grande parte desse resultado se deve, principalmente, ao crescimento da produção de petróleo e gás natural dos campos de Lula e Sapinhoá, ambos na Bacia de Santos, no litoral de São Paulo.
“Em setembro, a produção média de petróleo operada pela Petrobras no pré-sal bateu também novo recorde mensal, de 1,17 milhão de barris de petróleo por dia (bpd). Além disso, a Petrobras e seus parceiros alcançaram novo recorde de produção diária de óleo naquela província, ao produzirem, no dia 7 de setembro, o volume de 1,23 milhão de bpd”, acrescentou a empresa.
Outro recorde conseguido pela Petrobras em setembro foi referente à produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, que atingiu a marca de de 81,2 milhões metros cúbicos por dia (m³/dia), alcançando um crescimento de 2,2% em relação ao recorde anterior, que era de 79,5 milhões m³/dia.
De acordo com a Petrobras, a produção média de gás natural no exterior foi de 9,5 milhões m³/dia, tendo queda de 2% em relação a agosto, “devido à parada programada da plataforma dos campos de Lucius/Hadrian South, nos Estados Unidos”.

Tunan Teixeira

Mais lidas do mês