Mídias Sociais

Política

Presença do Governo do Estado em Quissamã ressalta importância econômica da região para o Rio

Avatar

Publicado

em

 

Tendo a Prefeita Fátima Pacheco (PODE) à esquerda, deputado federal eleito Wladimir Garotinho (PRP), ao centro, foi o responsável pela articulação política que trouxe Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão, à cidade

Representantes do Governo do Estado seguiu cumprindo agenda na região na última sexta-feira, 11, e depois de passarem por Macaé, estiveram em Quissamã, onde destacaram a possibilidade da viabilização das obras do Complexo Farol/Barra do Furado.

Em visita à cidade, o Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão, teve a companhia do deputado federal eleito Wladimir Garotinho (PRP), e da Subsecretária de Óleo, Gás e Energia, Cristina Pinha.

Os políticos conheceram de perto o local da obra, as fases que foram executadas e o que falta ser feito, recebidos pela Prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco (PODE), pelo vice-prefeito, Marcelo Batista (PRB), e por secretários e vereadores.

Durante o encontro, Fátima destacou a importância da retomada das obras do Complexo para o desenvolvimento econômico do município, e elogiou as articulações do deputado filho dos ex-governadores do Rio, Anthony (PRP) e Rosinha Garotinho (sem partido).

“Receber a visita de representantes do Governo do Estado logo no início do mandato nos deixa muito feliz e com boas expectativas. Foi uma agenda organizada pelo deputado Wladimir [Garotinho] e que representa muito para o município. Estamos abertos ao diálogo para retomada da obra e vamos colocar todo esforço para que de fato possamos consolidar o projeto que possui grande importância e que impacta, não só na população de Quissamã e Campos, bem como toda a região e todo Estado do Rio de Janeiro”, avaliou a prefeita.

Sobre as expectativas de investimentos para a região, Lucas Tristão comentou à visita, que além de Macaé e Quissamã, ainda teve escala São João da Barra e no Porto do Açu, outro local considerado importante para a economia fluminense.

“As expectativas para a região são excelentes. Tanto o Porto do Açu, quanto o Terminal Logístico de Barra do Furado são obras importantes. Em Quissamã, o projeto tem toda viabilidade. Vamos levar a proposta para a secretaria e analisar com muito cuidado e carinho, e de uma maneira que possamos valorizar também a atividade pesqueira do município. Acredito que a gente não pode abandonar essa atividade para valorizar somente a indústria do óleo e gás. Vamos estudar uma maneira de viabilizar o projeto valorizando o potencial turístico do município que é muito grande”, comentou o gestor estadual.

Por fim, o secretário frisou ainda que as portas do Governo do Estado estão abertas para Quissamã e colocou sua equipe à disposição do município para trabalhar em prol da efetivação do Complexo.

“Fiz questão de agendar essa visita com o Secretário Estadual de Desenvolvimento porque acredito que o interior, como ele mesmo falou, deve ser lembrado. A gente viu por muito tempo os governadores comandando só para o Rio de Janeiro, e eu como único deputado federal eleito da região, fiz questão que o Lucas conhecesse os projetos importantes”, disse Wladimir Garotinho, reforçando ainda que estará em parceria com o secretário cobrando as soluções para Barra do Furado.

Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Quissamã, Arnaldo Mattoso enfatizou que a visita dos membros do governo renova a esperança de que o município possa dar continuidade às obras do Porto.

“Essa obra é a grande porta de desenvolvimento, geração de emprego e renda para o município. Ao longo da visita entregamos ao secretário Lucas Tristão, uma cópia do projeto que mostra não só a obra, mas todo o empreendimento e destaca o potencial do negócio no mundo do petróleo, que pode gerar milhares de emprego e uma arrecadação imensa para a cidade. É importante destacar que o município recebe royalties, mas não está inserida na atividade econômica do petróleo, porque não estamos na base de operação. Então, com esse Terminal Logístico a gente vai passar a ter operações dentro do município e possibilitar a geração de empregos diretos e indiretos”, concluiu o secretário municipal.

Mais lidas da semana