Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé segue com ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti

Avatar

Publicado

em

 

A Secretaria de Saúde de Macaé vem realizando trabalho contínuo em diversos bairros da cidade no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão das doenças dengue, zika e chikungunya.
Por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), a equipe de atuação em pontos estratégicos estará até o fim desta semana nos bairros, Novo Cavaleiros, São Marcos, Virgem Santa, Barra de Macaé, Centro e Imbetiba.

Entre os trabalhos realizados pelos agentes de combate a endemias, estão a inspeção, a eliminação e a aplicação de inseticida de ação residual nos depósitos, através de bombas aspersoras, além da conscientização juntos aos moradores.

De acordo com a prefeitura, essas ações consistem em visitas domiciliares, palestras educativas e distribuição de materiais informativos, com os agentes trabalhando diariamente, percorrendo os bairros, vistoriando os imóveis residenciais e comerciais e pontos estratégicos como cemitério, borracharia e ferro-velho.
O governo municipal explicou também que o CCZ faz ainda um trabalho de Reconhecimento Geográfico (RG) do município, com a produção e a atualização dos mapas dos bairros, numeração dos quarteirões, identificação de ruas e logradouros, e quantitativo dos imóveis do município por tipo.

“O RG é atividade prévia e condição essencial para a programação das operações de campo, de pesquisa entomológica e tratamento químico”, explica a prefeitura.

A Secretaria de Saúde lembra que uma das principais medidas para não deixar o mosquito nascer é eliminar os depósitos inservíveis que possam acumular água e, consequentemente, servir de criadouro para o Aedes aegypti.
“A orientação é manter os quintais sempre limpos, recolher, eliminar ou guardar longe da chuva todo objeto que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas, copos descartáveis, entre outros. O lixo doméstico deve ser acondicionado em sacos plásticos e descartado adequadamente, em depósitos fechados. Depois da chuva, é recomendado fazer a vistoria no quintal e na casa para eliminar a água acumulada sobre lajes, calhas, tanques, pratinhos de vasos de planta. Baldes, potes, bacias, e outros recipientes que guardam a água de beber e para outros usos domésticos, assim como a caixa d'água, devem ser mantidos limpos e fechados para evitar o risco de proliferação do mosquito”, alerta a prefeitura.

Mais lidas da semana