Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé se antecipa e é a 1ª da região a anunciar medidas mais drásticas sobre o avanço do coronavírus

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé anunciou nesta quinta-feira, 12, uma coletiva de imprensa do prefeito, Dr. Aluizio (PSDB), para falar sobre a publicação de um decreto que será publicado nesta sexta-feira, 13, com orientações e determinações preventivas ao coronavírus.

De acordo com o município, a decisão se baseou no estabelecimento, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), do estado de pandemia pelo coronavírus, em anúncio que aconteceu nesta quarta-feira, 11, e na expectativa da Secretaria Estadual de Saúde, que prevê aumento significativo do número de casos no Estado, além de Macaé ser uma cidade de grande fluxo de pessoas.

Um dos primeiros impactos do decreto já será sentido no próximo domingo, 15, já que o decreto adiou as provas objetivas para o processo seletivo do programa de estágio remunerado, que estava previsto para ser realizado na Cidade Universitária neste domingo.

“O novo cronograma será divulgado posteriormente”, garantiu a prefeitura.

O decreto também suspenderá as cirurgias eletivas no município, com exceção das oncológicas, no Hospital Público de Macaé (HPM), e no Hospital Público de Macaé da Serra (HPMS), além do Hospital São João Batista, que é contratualizado.

Além disso, o decreto também obrigará a Atenção Básica a buscar ativamente todos os idosos, a cima de 60 anos, com relatório semanal, devendo ainda os profissionais da Atenção Básica encaminharem os dados à coordenação.

“Caberá aos coordenadores do Hospital São João Batista, HPM, HPMS, Pronto Socorro Municipal da Imbetiba, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), e Pronto Socorro do Aeroporto, o cumprimento do decreto nos ambientes hospitalares. Em caso de necessidade, fica facultada a internação compulsória dos pacientes que apresentarem clínica compatível e que se recusarem a cumprir as recomendações estabelecidas pela OMS, Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde”, explicou a prefeitura.

Ainda segundo o município, o decreto prevê a adoção da rotina de lavagem das mãos com água e sabão nas escolas da rede pública municipal, no mínimo 3 vezes ao dia, na chegada, antes das refeições e na saída.

“Como ação efetiva e obrigatória, está determinada a limpeza de todos os objetos e móveis com álcool 70% nas escolas e serviços públicos, no início de cada turno, assim como a disponibilidade de álcool em gel 70%, acessível e visível, em todos os espaços públicos. Todo espaço público deverá afixar mensagem sobre os cuidados de prevenção sobre o coronavírus, sendo disponibilizada arte como sugestão”, detalhou o município.

O decreto também suspenderá a realização de quaisquer eventos em locais públicos com o número acima de 100 pessoas, além de criar o Gabinete de Prevenção de Cuidado aos Portadores de Coronavírus 2019, composto pela secretária de Saúde, Deusilane Galiza; pelo secretário de Educação e vereador licenciado, Guto Garcia (MDB); além dos superintendentes do HPM e do HPMS; do coordenador da Estratégia de Saúde da Família (ESF), e dos coordenadores de emergências, que estarão sobre a presidência do prefeito.

Mais lidas da semana