Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé ressalta importância do peixe na merenda escolar da rede pública municipal

Publicado

em

 

Alunos da rede pública municipal e Educação elogiam a presença do pescado no cardápio, alimento que ajuda o desenvolvimento dos alunos em sala de aula, além de melhorar a qualidade nutricional das crianças e adolescentes que estudam na rede

A Prefeitura de Macaé garantiu o pescado da Agricultura Familiar como parte da merenda de cerca de 40 mil alunos da rede pública municipal, permitindo que estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio recebam semanalmente no cardápio uma média de duas toneladas de filé de pescada, alimento proteico, rico em ferro, cálcio, vitamina B12 e ômega 3.

O governo municipal acrescentou revelou que, no cardápio, são oferecidas opções como filé de peixe ao molho, bobó de peixe e fricassê de peixe, lembrando que para chegar à merenda dos alunos, o produto passou por análise sensorial nas escolas e também por chamada pública.

“Com a aprovação de 100% durante os testes, o alimento teve análise microbiológica e físico-química e é fornecido por um grupo informal de 32 pescadores. A educação de Macaé segue a determinação da Lei 11.947/2009, que prevê a aplicação de 30% dos recursos da merenda escolar, provenientes do Governo Federal, na compra de produtos da Agricultura Familiar. O município foi um dos pioneiros na região a seguir a legislação federal com a finalidade de contribuir para aprendizagem e rendimento escolar”, explicou o governo municipal.

A prefeitura explicou também que o pescado é entregue no entreposto para execução de etapas como beneficiamento, que o transforma em produtos mais elaborados como filé, e filetagem, além de recebe fiscalização da Secretaria de Pesca e acompanhamento da equipe de nutricionistas da Secretaria de Educação antes de chegar aos pratos dos alunos.

Considerado produto ideal para o desenvolvimento do aluno, a alta aceitação do filé de pescada se deve também por ser fresco, não ter espinha, não apresentar odor forte e ter cor clara, conforme acredita a prefeitura.

De acordo com a Secretária de Educação, Leila Clemente, o consumo regular do alimento proporciona melhor desempenho escolar, por conter substâncias que aumentam a concentração e a disposição.

“A inserção do pescado é uma iniciativa que fará com que crianças e jovens tenham melhor desenvolvimento físico e intelectual”, analisou a secretária.

Para a coordenadora de Nutrição, Dina Freitas, os benefícios do consumo da carne de peixe são essenciais desde a infância, além de ressaltar os benefícios para a saúde com a ingestão do alimento.

“Estimular o consumo do pescado é essencial para que as crianças se tornem adultos apreciadores do alimento. O pescado, como alimentação saudável, favorece o desenvolvimento do aluno em sala de aula e promove a formação de bons hábitos alimentares, contribuindo assim para o rendimento escolar”, observa Dina.

A prefeitura explicou ainda que pessoas que possuem qualquer tipo de intolerância ao pescado, recebem um atendimento nutricional individualizado, não sendo obrigado a ingerir o alimento.
“A rede municipal oferece diariamente café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar para os estudantes do turno da noite. O cardápio é diferenciado para alunos que apresentam intolerância à lactose, glúten e diabetes. Macaé cumpre a determinação do Plano Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”, concluiu o governo municipal.


 

Mais lidas do mês