Mídias Sociais

Política

Escolas estaduais profissionalizantes em tempo integral serão implantadas em 6 cidades da região

Publicado

em

 

Colégio Estadual Casimiro de Abreu, que homenageia poeta que também dá nome ao município, será um dos contemplados com novas escolas estaduais profissionalizantes em tempo integral que serão criadas em todo o Estado do Rio

O Governo do Rio anunciou nesta semana a implementação de mais 70 escolas públicas estaduais de Ensino Médio Profissionalizante de Técnico de Administração com ênfase em Empreendedorismo em Tempo Integral.

O período de pré-matrículas para essas novas unidades começou na última quarta-feira, 31 de outubro, por meio do site www.matriculafacil.rj.gov.br. Das novas escolas estaduais, 9 serão implantadas nas cidades da Região dos Lagos e do Norte Fluminense.

Na Região dos Lagos, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia foram as cidades escolhidas, além de Casimiro de Abreu, que é descrita no anúncio como pertencente À Região Serrana, além de mais 4 escolas em Campos dos Goytacazes, uma em São João da Barra e uma em Carapebus, no Norte Fluminense.

“Em todo o estado serão 151 escolas que ofertarão essa nova modalidade de ensino profissionalizante”, comentou a Secretaria Estadual de Educação.

Segundo o Secretário Estadual de Educação, Wagner Victer, com essas novas unidades, o Estado do Rio alcançará a marca de 246 escolas em tempo integral profissionalizantes funcionando em 88 dos 92 municípios.

Ele ressalta que, nos últimos 4 anos, o Governo do Estado terá implantado 110% mais de unidades em tempo integral profissionalizantes, do que as existentes em 2014, que somavam um total de 117 escolas, o que representa um número bem superior ao que foi implantado em toda a história do Rio de Janeiro.

“O setor de serviços, através do Empreendedorismo, é um dos maiores geradores de oportunidades de emprego para jovens em nosso Estado, não só na Região Metropolitana como no interior. Com as 151 escolas de Técnico de Administração com ênfase em Empreendedorismo, teremos, no Estado, o maior programa de formação profissional associado ao Ensino Médio do Brasil formando jovens empreendedores. A formação desses alunos em tempo integral é diferenciada, pois são 9 tempos diários de aula com 4 refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço e lanche da tarde) e com carga horária adicional de 30% em Matemática e em Português, 100% de adicional de Língua Estrangeira (Inglês) e 4 disciplinas técnicas por ano letivo voltadas a área de Administração e Negócios, aprendendo desde constituir uma microempresa até executar seu Projeto de Vida”, detalhou Wagner Victer.

Das 151 escolas de Ensino Médio Profissionalizante de Técnico de Administração com ênfase em Empreendedorismo em Tempo Integral, 72 aproveitarão estruturas do passado, que estavam subutilizadas, como os Cieps.

Com isso, de acordo com ele, além do ganho pedagógico e de desenvolvimento dos alunos, o projeto também se torna uma ação de resgate desses patrimônios que estavam subutilizados.

“Outro grande avanço deste modelo é que os alunos que concluírem os estudos nessas escolas também terão registro profissional do Conselho Regional de Administração (CRA). Os jovens estarão preparados para exercer atividades administrativas relacionadas ao Empreendedorismo e receberão Carteira de Identidade Profissional na Cor Verde, na qual constará o título profissional de Técnico em Administração. Conquistar a aprovação do registro profissional junto aos conselhos de classe será muito importante para a formação dos alunos. A iniciativa aumentará a oferta de oportunidades para os jovens, que já sairão como Técnicos em Administração com ampla aceitação no mercado de trabalho” , falou o gestor da pasta.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, os professores que lecionam nessas novas unidades são capacitados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), e pelo Instituto Ayrton Senna.

As demais escolas profissionalizantes em tempo integral serão implementadas no Rio de Janeiro (4), Niterói (2), Rio Bonito (2), São Gonçalo (2), Maricá (1), Silva Jardim (1), Teresópolis (1), Bom Jardim (1), Cantagalo (1), Cordeiro (1), Duas Barras (1), Nova Friburgo (1), Santa Maria Madalena (1), Sumidouro (1), Trajano de Moraes (1), Sapucaia (1), Cachoeiras de Macacu (1), Petrópolis (1), Aperibé (1), Bom Jesus do Itabapoana (1), Cambuci (1), Italva (1), Itaocara (1), Laje do Muriaé (1), Natividade (1), São José de Ubá (1), Varre-Sai (1), Rio das Flores (1), Vassouras (1), Paraíba do Sul (1), Comendador Levy Gasparian (1), Areal (1), Mesquita (2), Nilópolis (1), Nova Iguaçu (3), Belford Roxo (1), Duque de Caxias (3), São João de Meriti (4), Guapimirim (1), Magé (1), Japeri (1), Angra dos Reis (1), Mangaratiba (1), Porto Real (1), Volta Redonda (2) e Barra Mansa (1).

Na região, as escolas serão implementadas no Colégio Estadual Almirante Frederico Villar, em Arraial; no Ciep 146 – Professor Cordelino Teixeira, em São Pedro da Aldeia; no Colégio Estadual Casimiro de Abreu; nos colégios estaduais, Doutor Félix Miranda, José do Patrocínio, José Francisco Sales e Theotonio Ferreira de Araújo, em Campos; no Colégio Estadual Alberto Torres, São João da Barra; e no Colégio Estadual Thomaz Gomes, em Carapebus.


 

Mais lidas do mês