Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé realiza levantamento sobre focos do Aedes aegypti em mais de 5 mil imóveis da cidade

Publicado

em

 

Segue, nesta semana, a realização do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), estudo realizado pela Prefeitura de Macaé, e que vai apresentar dados atuais sobre infestação de larvas pelo mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, em vários municípios do país.

Segundo o governo municipal, o objetivo do estudo é identificar as áreas onde há maior proporção e ocorrências de focos e onde os criadores de mosquito, ou seja, locais com pontos de água parada, são predominantes na cidade.

Promovido pelo Ministério da Saúde, o LIRAa também é realizado pelas secretarias estaduais de Saúde, e visa obter números por região, que irão servir de base para determinar as próximas ações de prevenção e combate ao vetor em cada estado e município do país.

Em Macaé, a equipe do LIRAa, composta por 100 agentes de combate a endemias, deve visitar 5,6 mil dos 132 mil imóveis registrados no município, que serão vistoriados em 4 dias, tendo começado nesta segunda-feira, 20, até esta quinta-feira, 23.

“A escolha dos quarteirões onde se desenvolve a pesquisa é feita através de sorteio prévio. Entre os sorteados é tirada uma amostragem de um quinto (1/5) dos imóveis”, explicou o supervisor geral da Coordenadoria Especial de Vigilância Ambiental em Saúde, Marcelino Rocha, da Secretaria de Saúde.

O município lembra que, em estudos anteriores para vigilância entomológica do Aedes aegypti no Brasil, foi apontado que os depósitos mais comuns de procriação das larvas são as cisternas, caixa-d’água, garrafas vazias, tambores e tonéis, calhas e ralos sanitários.

“Esse é o 3º levantamento feito este ano em Macaé. O próximo está previsto para acontecer em outubro. O apelo é para que todos os moradores da cidade fiquem atentos aos cuidados necessários para colaborar com a eliminação do vetor. O resultado da pesquisa deve ser divulgado na próxima semana”, concluiu a prefeitura.

Mais lidas da semana