Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé garante pagamento da 13ª parcela do Bolsa Alimentação até o final deste mês

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé confirmou que, devido a um problema com o pagamento, os beneficiários do Bolsa Alimentação receberão a 13ª parcela do auxílio emergencial destinado aos 42 mil alunos matriculados na rede pública municipal de ensino cadastrados no programa ainda este mês.

Segundo o governo municipal, o pagamento será feito até o final deste mês de abril, assim que os dados das contas, corrente ou poupança, forem verificados e regularizados, recomendando aos beneficiários que ainda não receberam que entrem em contato com os diretores das escolas, cujos contatos estão no site da prefeitura.

“Eles [os pais e responsáveis pelos alunos beneficiários] devem verificar se as contas foram abertas e se os dados estão conferidos e corretos. O próprio beneficiário deve informar para escola municipal os dados bancários e CPF e, qualquer inconsistência nessas informações impossibilita o pagamento. O CPF deve ser o mesmo cadastrado no sistema da matrícula e no E-Cidade”, explicou a Secretaria de Educação nesta semana.

Entre os motivos de recusa dos dados, que causam o não recebimento do auxílio estão, CPF diferente do cadastrado; número errado da agência ou da conta; informação de conta errada, quando o beneficiário informa conta corrente, mas possui conta poupança, e vice-versa; o titular da conta não ser o responsável pelo recebimento; ou conta bloqueada.

Em entrevista a uma rádio da cidade na última segunda-feira, 19, a secretária adjunta de Educação Básica, Andrea Pereira Carvalho José, e a superintendente administrativa da Secretaria de Educação, Simone Carvalho, lembraram que alunos matriculados na 3ª etapa da pré-matrícula receberão o auxílio a partir de maio, por meio de abertura de conta, já que o pagamento por ordem de pagamento, cartão e aplicativo digital não serão mais realizados.

O atendimento da equipe da Bolsa Alimentação funciona se segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, apenas via WhatsApp, através do número (22) 99925-0520, e por e-mail, através dos endereços bolsa.alimentacao.macae@gmail.com, e ouvidoria.bolsa.alimentacao@gmail.com.

“A previsão é de que, a partir da próxima semana, seja montado um cronograma de atendimento escalonado presencial para sanar dúvidas dos beneficiários”, acrescentou o município, que revelou que a equipe do programa atende 8 mil chamadas diariamente.

Proposto em março de 2020 devido à suspensão das aulas presenciais em razão da pandemia do coronavírus, o programa do Bolsa Alimentação foi aprovado pela Câmara Municipal em abril de 2020, e teve seu valor dobrado de 100 para 200 reais após destinação de 5,3 milhões de reais do Fundo do Legislativo.

Segundo a prefeitura, o objetivo do Bolsa Alimentação é garantir a segurança alimentar dos alunos para compensar os efeitos da falta de oferta de merenda escolar durante a pandemia do coronavírus, já que desde março de 2020 as aulas presenciais na rede pública municipal seguem suspensas.

Mais lidas da semana