Mídias Sociais

Política

Prefeitura de Macaé anuncia que espera apenas chegada das doses para começar vacinação de crianças de 5 a 11 anos

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé anunciou, na manhã desta quinta-feira, 13, que apenas aguarda a entrega das vacinas da Pfizer, distribuídas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) através do governo estadual do Rio, para iniciar a vacinação de crianças com idade entre 5 e 11 anos.

“Fique atento! Macaé aguarda a Secretaria Estadual de Saúde confirmar a entrega das vacinas para iniciar a imunização das crianças de 5 a 11 anos. Lembrando que é preciso da Caderneta de Vacinação. Já o Cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) ou CPF (Cadastro de Pessoa Física) da criança podem ser apresentados para facilitar o registro no Sistema de Informação do Programa Nacional de Nacional de Imunização (SIPNI)”, publicou a prefeitura na manhã desta quinta.

De acordo com a Agência Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), órgão oficial do governo federal, a 1ª remessa de doses de vacinas da Pfizer para vacinação das crianças chegaram nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, em São Paulo.

A nova remessa veio de Amsterdam, na Holanda, e, segundo a publicação, a expectativa é de que o novo lote já comece a ser distribuído aos estados e municípios para dar início à aplicação da 1ª dose para as crianças de 5 a 11 anos, talvez na próxima semana.

São 1,248 milhões de doses nessa 1ª remessa, que, de Campinas, foi enviada para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos, também no Estado de São Paulo, de onde deve ser distribuída para os estados, que repassarão aos municípios.

Ainda de acordo com a publicação da Agência Brasil, a previsão é de que o Brasil receba 4,3 milhões de doses de vacinas da Pfizer destinadas para crianças de 5 a 11 anos ainda neste mês de janeiro, sendo essa a 1ª remessa de 3 que serão enviadas ao país.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o 1º trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças, com a previsão de receber mais 7,2 milhões de vacinas em fevereiro, e 8,4 milhões de vacinas em março deste ano.

A autorização para a vacinação pediátrica foi dada no último dia 16 de dezembro, pela Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA), com a confirmação do Ministério da Saúde de que não será exigida a receita médica no último dia 5 de janeiro, mesmo após os ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra a vacinação pediátrica.

É bom lembrar que as vacinas para crianças de 5 a 11 anos não são as mesmas aplicadas nos adultos, e por isso, ao invés da cor roxa, os frascos terão a cor laranja, com dosagens também diferentes, apesar de o princípio ativo ser o mesmo.

A autorização da ANVISA segue a mesma linha de autorizações de uso que já foram concedida pelo FDA (Food and Drug Administration) e pela EMA (European Medicines Agency), as principais agências regulatórias de saúde, respectivamente, dos Estados Unidos e da União Europeia.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana