Mídias Sociais

Cidades

Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio, vai pagar 13º atrasado do 32º BPM para evitar o caos na região

Avatar

Publicado

em

 

O Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PMDB), assumiu de vez o protagonismo que a Capital Nacional do Petróleo tem na Região dos Lagos e no Norte Fluminense e anunciou que vai pagar a conta pelos problemas da administração do Estado do Rio. Literalmente.

Nesta sexta-feira, 10, o prefeito enviou um ofício ao comando do 32º Batalhão da Polícia Militar (32º BPM), responsável pelo policiamento na cidade, e em outros 5 município da região, garantindo que pagará o 13º salário atrasado dos policiais do batalhão.

Segundo o prefeito, o objetivo é evitar a greve dos policiais, e a consequente crise na segurança pública da região, a exemplo do que já acontece em várias cidades do Espírito Santo, onde familiares impedem as saídas do policiais, gerando caos nas ruas e aumento da violência.

3. Pagando a Conta 2 - Reprodução

Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PMDB), enviou um ofício ao comando do 32º BPM garantindo o pagamento do 13º salário dos policiais do batalhão, que está atrasado.

“Estamos vivendo uma situação inusitada. Pelos menos, tentando evitar essa situação. Todo mundo está ciente do problema de segurança pública que envolve todo o país; Começou de forma mais drástica no Espírito Santo, e que começa a ter algum sinal aqui no Estado do Rio de Janeiro. Então, hoje (sexta, 10), eu protocolei de forma muito clara um ofício junto ao 32º Batalhão (de Polícia Militar, 32º BPM), que é o Batalhão ali na Barra (de Macaé), me responsabilizando em pagar o 13º atrasado dos policiais militares aqui da região de Macaé”, anunciou Dr. Aluízio.

Além da Capital Nacional do Petróleo, o 32º BPM também é responsável pela segurança de Carapebus, Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Quissamã e Rio das Ostras, que nesta sexta, acordaram preocupadas com informações de que familiares dos policiais estariam se mobilizando em frente ao batalhão, em Macaé.

Em vídeo publicado em sua página do Facebook, o prefeito ressalta que quem está pagando a conta pelo problema gerado pela crise financeira na administração estadual, é a população de Macaé, e segundo a coluna Extra, Extra, da jornalista Berenice Seara, vai pedir ressarcimento do valor ao Governador do Rio, Pezão (PMDB).

“Quem está pagando isso é o morador de Macaé, é o trabalhador de Macaé, são as crianças de Macaé, é aquele que paga imposto. Então a gente tem certeza que, com esse dinheiro que cada um está contribuindo um pouco, a paz e a segurança em Macaé vão continuar prosperando, pelo menos por esse momento. De forma muito clara, acredito que a Polícia Militar, e os policiais aqui desse batalhão, terão respeito e consideração por cada morador de Macaé, porque eles têm a certeza de que quem está pagando essa conta é o morador. Espero que as pessoas compreendam. É importante que a gente não viva o caos que está se anunciando, e que já é verdadeiro em algumas outras cidades do país. Um grande abraço a todos, fiquem com Deus”, concluiu Dr. Aluízio.

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana