Mídias Sociais

Política

Prefeita de São João da Barra estaria cogitando renunciar ao cargo ainda esse ano

Publicado

em

Prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), pode deixar o cargo para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) nas eleições de outubro desse ano

A Prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), pode deixar o cargo ainda este ano. É o que diz o site de uma revista de Campos dos Goytacazes, cidade vizinha ao município que abriga o Porto do Açu.

De acordo com a publicação, a renúncia ao mandato teria como objetivo a disputa para uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), onde ela poderia ganhar uma sobrevida diante de uma possível inelegibilidade devido ao processo da Operação Machadada, originada por denúncias de compra de apoio político nas últimas eleições municipal, em outubro de 2016.

A preocupação da prefeita teria fundamento, já que Carla foi condenada em primeira e segunda instância, juntamente com seu vice, Alexandre Rosa (PRB). A prefeita estaria colocando suas fichas na disputa eleitoral desse ano depois que o desembargador Carlos Santos de Oliveira, presidente em exercício do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ), suspendeu a inelegibilidade imposta pelo plenário, até decisão em última instância, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A revista lembra ainda que um julgamento desfavorável no TSE tiraria Carla Machado da disputa sucessória de 2020, mas caso ela vença as eleições para deputada, uma eventual condenação não implicaria na perda imediata do mandato, dando-lhe mais 2 anos na política.

É que a condenação da prefeita pela Justiça Eleitoral saiu depois do seu registro de candidatura a chefe do Executivo de São João da Barra, mesmo efeito que ela estaria tentando usar em caso de uma nova candidatura a deputada.

Mais lidas do mês