Mídias Sociais

Política

Pré-candidatos que não conseguiram concluir a ideia de candidatura denunciam irregularidades de partidos, em Búzios

Avatar

Publicado

em

 

O período de campanha eleitoral se quer começou, mas as desavenças já começaram a aparecer em Búzios. Dois pré-candidatos ao executivo da cidade decidiram denunciar supostas traições, que teriam inviabilizado a continuidade da candidatura. Segundo eles, o DEM, partido do então vereador e candidato ao executivo Felipe Lopes teria entrado em acordo com o PTB, o que teria mudado o rumo das decisões.

A ex-secretária de Assistência Social da cidade, Cláudia Carrilho, foi uma das primeiras a se manifestar, depois de ter perdido a chance de concorrer a cadeira do executivo. Segundo ela, seu nome teria sido retirado do pleito eleitoral por conta desse acordo entre o DEM e o PTB.

Cláudia lamentou tal posicionamento em carta aberta divulgada para os meios de comunicação da região. “Infelizmente, os interesses pessoais e partidários mais uma vez ficaram acima dos interesses do município e dos cidadãos que querem mudança, que prezam por uma gestão compartilhada”, ressaltou Cláudia, que ainda deixou claro seu posicionamento e afirmou que continuará seu trabalho.

Ramison Lopes, que tinham chances de ser candidato pelo PRTB, também não ficou calado diante da situação. “Meu nome sequer permaneceu na lista de pré-candidatos. Antes da Convenção, mudou-se a Comissão Executiva Municipal Provisória, sem a devida comunicação aos companheiros”, criticou Raminson.

Ambos os presidentes dos partidos acusados dos acordos se posicionaram contra tais alegações.  E depois de tantas dúvidas, o candidato que irá compor a disputa para a prefeitura em Búzios será, justamente, o vereador Felipe Lopes (DEM), tendo como vice o vereador Genilson Drumond (SD). O nome de Felipe foi escolhido em convecção realizada com os partidos PSDB, PPS e PRTB, que somam força a candidatura. A chapa ainda é composta pela coligação com o Solidariedade, PTB, PT do B e PMB.

Mais lidas da semana