Mídias Sociais

Destaque

Pré-candidato à prefeitura de Cabo Frio, Marquinho Mendes, corre o risco de não poder concorrer às eleições

Avatar

Publicado

em

 

O até então pré-candidato a prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes, pode perder a chance de disputar a cadeira nas próximas eleições, por ter suas contas julgadas como irregulares nos últimos oito anos.

Nesta quarta-feira, 03, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) encaminhou à Justiça Eleitoral, a lista dos gestores públicos que estão com este problema. Além de Marquinho Mendes (PMDB), a listagem contém o nome do deputado estadual e pré-candidato a prefeito José Camilo Zito (PP), e do hoje senador, Lindbergh Farias (PT).

Com base nesta listagem, e em outros dados, o Tribunal Regional Eleitoral decide se os citados devem ser, ou não, declarados inelegíveis.

 

Contas de Cabo Frio depende da comissões de Constituição e Justiça e Finanças da Câmara – As contas do deputado Marquinho Mendes deveriam ter sido votadas junto com a do atual prefeito, Alair Corrêa, na sessão da câmara dos vereadores de Cabo Frio realizada a portas fechadas na última terça-feira, 02. Porém as pautas não puderam ser votadas porque não têm os pareceres das comissões de Constituição e Justiça e Finanças da Casa.

Até então, na pauta estavam as contas referentes ao exercício orçamentário de 2008 (Alair Corrêa), 2009, 2010 e 2011 (Marquinho Mendes) e de 2013 e 2014 (Alair Corrêa). Somente as contas de 2012, que receberam parecer prévio contrário do TCE, não entraram para votação, o que foi criticado pelo vereador Dr. Adriano.

O fato de as contas de 2012 não terem sido colocadas para votação já tinha sido alvo de ação do Ministério Público (MP) que há dez dias pediu na justiça o afastamento do prefeito Alair Corrêa por exercer forte influência sobre o Legislativo, e impedir a tramitação de processos como os pareceres do TCE.

 

Mais lidas da semana