Mídias Sociais

Cidades

PPS e PROS reafirmam apoio à candidatura de Dr. Aluízio à reeleição em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Com a aproximação das eleições municipais de 2016, cresce a expectativa em torno dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, e das suas alianças políticas, além é, claro, dos rumores sobre os rumos de cada político e partido dentro da eleição.

Na semana passada, o boato da vez teria sido uma suposta aliança entre o Presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) e o também vereador e candidato a prefeito, Chico Machado (PDT), aliado do ex-prefeito Riverton Mussi (PDT).

A notícia teria surgido depois que o PSDB, que no último dia 26, confirmou a aliança com o PPS e o PROS, partidos da base aliada do governo, anunciou a data de sua convenção apenas para o dia 5 de agosto, último dia do prazo para a realização das prévias partidárias.

“Deve ter sido isso. O PSBD se decidiu em cima da hora. Mas a convenção do dia 26 ratificou o que já estava resolvido. PPS, PROS e PSDB estarão unidos na proporcional e apoiando incondicional ao Prefeito Aluízio”, confirmou Wagner Moraes, secretário do PPS.

A repercussão de uma aliança entre o Presidente da Câmara Municipal e o PDT não teria caído nada bem dentro dos corredores do governo, que poderia perder um de seus principais aliados no Legislativo.

“De maneira nenhuma a gente vai apoiar o Chico Machado. Estamos juntos com o Prefeito Aluízio. PPS, PROS e PSDB. E isso está registrado na ata da convenção, que está publicada no mural da 254 (Zona Eleitoral)”, reafirma Wagner.

Apesar de ainda não ter realizado sua convenção, que acontece no próximo dia 5, o PSDB, do ex-deputado estadual Glauco Lopes, está na coligação que visa à corrida pelas vagas no Legislativo, e que apoiará a tentativa de reeleição de Dr. Aluízio (PMDB).

A coligação PPS/PROS/PSDB concorrerá nas eleições com 26 candidatos, sendo 4 do PSDB, 9 do PPS, e 13 do PROS. Atualmente, a coligação possui 4 vereadores de mandato. Além do Presidente da Câmara, são mais 2 do PPS, Welberth Rezende e Manoel Francisco, e 1 do PROS, Cesinha. A expectativa dos partidos é eleger entre 4 e 5 vereadores em outubro.

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana