Mídias Sociais

Cidades

Polícia Federal investiga tentativas de invasão ao Condomínio Bosque Azul, em Macaé

Avatar

Publicado

em

 

A Polícia Federal (PF) está investigando duas tentativas de invasão ao Condomínio Bosque Azul, em Macaé, e já teria identificado uma das líderes do movimento, a mulher conhecida como Tia Paula, que foi convocada a prestar esclarecimentos.

De acordo com a Secretaria de Habitação, um grupo de manifestantes teria tentado invadir o local no último domingo, 21, alegando possuir direitos sobre uma área no Imburo, graças a um título de sessão de posse ganho há 13 anos, ainda no governo do ex-prefeito Sílvio Lopes.

A Habitação informou que tentou se reunir com os representantes do movimento na segunda-feira, 22, para achar uma solução para as famílias, mas, novamente, eles teriam tentado se organizar para invadir a área, fazendo com que o Banco do Brasil que é gestor do projeto que utiliza recursos federais, encaminhasse o caso à Polícia Federal.

“A nossa preocupação é com os boatos que estão sendo espalhados para enganar a população, de que haverá outro sorteio do Minha Casa, Minha Vida. O sorteio já foi realizado, no estádio (Mopacyrzão), dentro de toda legalidade, e não haverá outro”, esclarece a Secretária de Habitação, Alessandra Aguiar, que teme pelas pessoas que estariam entregando documentos sob o falso pretexto de fazer parte de um cadastro do Minha Casa, Minha Vida.

4. Invasões do Bosque Azul - Reprodução

Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio, participou do sorteio das unidades do Bosque Azul, realizado em dezembro, no Estádio Moacyrzão. (Foto: Reprodução)

O sorteio das 1.104 unidades destinadas à Prefeitura de Macaé aconteceu em dezembro de 2015, e em junho deste ano, mais de 500 famílias conheceram o novo endereço, com a cerimônia de entrega das chaves aos novos moradores, sendo todo o processo acompanhado pelo Banco do Brasil, agente financeiro do contrato e representante do Ministério das Cidades.

Nesta quarta-feira, 24, o Delegado da Polícia Federal em Macaé confirmou que uma das líderes do movimento, conhecida como Tia Paula, já foi convocada para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de tentativa de invasão.

“É importante esclarecer que não houve invasões, mas sim tentativas de invasão. Nesta semana, nos foi trazida a denúncia do ocorrido e nós enviamos uma diligência ao local, onde identificamos uma das líderes do movimento, que já foi convocada a prestar esclarecimentos”, explicou o Delegado Felipe Laterça.

O delegado conotou ainda que apesar de já terem sido sorteadas pela Prefeitura de Macaé, as unidades ainda estão sob tutela federal, já que não foram entregues totalmente aos novos moradores.

“As unidades do Bosque Azul foram construídas com investimento do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), do Governo Federal. Como elas ainda não foram entregues, estão sob tutela federal. Se elas já tivessem sido entregues, seria a Polícia Civil quem estaria cuidando do caso, mas como a área é de interesse federal, o Banco do Brasil, como gestor do investimento, nos encaminhou o caso”, revelou o delegado, que já acionou também o Ministério Público.

O delegado informou ainda que, caso as investigações apontem para “viés eleitoreiro”, tendo em vista as denúncias de que a liderança do movimento teria o envolvimento de cabos eleitorais da cidade, o caso passará a ter o acompanhamento também do Ministério Público Eleitoral.

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana