Mídias Sociais

Política

Passaredo anuncia horários dos voos diários Macaé-Congonhas e Congonhas-Macaé, que vai ligar o município à capital paulista

Avatar

Publicado

em

 

Operadoras dos novos voos comerciais de passageiros que vão ligar o aeroporto de Macaé ao aeroporto de Congonhas, na capital de São Paulo, as empresas Passaredo e MAP Linhas Aéreas confirmaram o anúncio feito pelo Governo de São Paulo na última sexta-feira, 6.

Em nota, a empresa divulgou os horários dos voos Congonhas-Macaé e Macaé-Congonhas, que acontecerão uma vez por dia, nos 2 sentidos. A saída do aeroporto de Macaé para a capital paulista acontecerá às 18h25, com previsão de chegada às 20h05, enquanto a saída de Congonhas deve acontecer às 14h25, com previsão de chegada à Capital Nacional do Petróleo às 15h40.

No site da empresa na manhã desta terça-feira, 10, os preços disponíveis para os voos variam entre R$ 404,89, com destino Macaé-Congonhas, e R$ 411,95, com destino Congonhas-Macaé.

Segundo a Passaredo, em cujo site já se pode ver Macaé como um dos destinos dos voos, serão 26 novos voos diários para 7 destinos diferentes nos estados de São Paulo, Minhas Gerais e Mato Grosso do Sul, além de Macaé, no Rio de Janeiro.

A nova malha aérea que será operada no aeroporto de Congonhas, a partir do próximo dia 27 de outubro foi confirmada pela empresa, que vai operar os voos com aeronaves ATR-72 600, com capacidade para 70 passageiros.

O aeroporto de Macaé perdeu os voos comerciais de passageiros em 2015, quando a Azul Linhas Aéreas, antiga operadora, anunciou a retirada de sua frota dos aviões modelo ATR-42, sob justificativa de modernização da frota.

Como a antiga pista do aeroporto de Macaé não tinha capacidade para suportar o peso das aeronaves mais “compatíveis com as que se usam no mercado”, como a Azul chegou a dizer na época sobre os ATR-72, os voos deixaram de acontecer, gerando grande problema logístico para o município considerado um dos mais importantes para a indústria do petróleo em todo o país.

A pista foi reformada e a entrega aconteceu justamente com a entrega do novo terminal de passageiros, em maio desse ano, o que possibilita a operação dos voos com as aeronaves anunciadas pela Passaredo.

Sobre o ingresso das companhias Passaredo e MAP no aeroporto de Congonhas, considerado pelas empresas o “mais cobiçado e rentável aeroporto do Brasil”, significam um novo momento do grupo, de consolidação e crescimento, conforme falou o presidente da Passaredo, José Luiz Felício Filho.

“A definição da nossa malha aérea em Congonhas foi focada no atendimento dos mercados regionais, servindo localidades carentes de serviços aéreos e com total autonomia”, explica José Luiz Felício Filho.

A Passaredo ressalta ainda que, com a aquisição do controle acionário da MAP Linhas Aéreas, anunciado em agosto deste ano, as empresas passam a operar 35 destinos em todas as regiões do Brasil.

“Após o início dos voos no aeroporto da capital paulista, nossa projeção para os próximos 12 meses é de 1,5 milhões de passageiros”, diz Eduardo Busch, CEO da Passaredo.

Mais lidas da semana