Mídias Sociais

Política

Pagamento do auxílio emergencial para trabalhadores do comércio informal de Macaé acontecerá no próximo dia 24 de abril

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé divulgou, na noite desta quinta-feira, 16, a relação com os nomes dos primeiros beneficiados pelo auxílio emergencial para os trabalhadores formais e informais do comércio da cidade, que começará a ser pago na próxima sexta-feira, 24.

Como já havia anunciado um dia antes, na quarta, 15, a 1ª lista conta com os nomes dos são de trabalhadores informais que foram cadastrados no município junto à Coordenadoria Especial de Posturas, da Secretaria de Fazenda.

“A Secretaria de Fazenda esclarece que aqueles que possuem conta em banco receberão diretamente em sua conta bancária. Os demais, para recebimento em ordem de pagamento (OP), deverão se dirigir a qualquer agência do Itaú do município de Macaé tendo em mãos documentos de identificação oficial com nome, foto e CPF”, explicou a prefeitura.

Aprovada em sessão extraordinária da Câmara Municipal na última segunda-feira, 13, o a proposta de benefício no valor de 800 reais é de autoria do prefeito Dr. Aluizio (PSDB), e tenta mitigar o impacto da crise provocada pelo fechamento do comércio da cidade, uma das medidas de prevenção ao coronavírus.

De acordo com o município, a listagem contemplando os trabalhadores formais será divulgada oficialmente assim que a prefeitura receber as informações que, conforme o texto da lei, são de responsabilidade da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), e da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Macaé.

Quem quiser conferir a lista com os nomes dos beneficiados do comércio informal neste 1º lote de pagamentos, poderá acessar os dados através do site do governo municipal, lembrando que só receberão o auxílio emergencial os trabalhadores cadastrados, residentes em Macaé, e que estejam cumprindo todas as medidas decretadas pelo prefeito para prevenção ao coronavírus.

Apesar das solicitações dos vereadores, durante a sessão de votação deste benefício para os trabalhadores do comércio formal e informal no município, a prefeitura ainda não se manifestou sobre a possibilidade da criação de auxílios emergenciais para outras categorias, como profissionais da cultura ou trabalhadores autônomes.

Primeiro programa de auxílio emergencial da Prefeitura de Macaé aprovado pela Câmara em 30 de março, também em sessão extraordinária, o Bolsa Alimentação começou a ser pago para mais 14 mil famílias nesta semana, e o próximo lote liberado, segundo estimativa do governo, na próxima quarta-feira, 22.

O benefício, que contempla os 42 mil alunos da rede pública municipal, foi criado para tentar suprir a carência de alimentação da merenda escolar, considerada uma das principais refeições diárias para crianças em situação de vulnerabilidade social no município. Em Macaé, assim como na maioria dos municípios do Estado do Rio, as aulas, tanto públicas quanto privadas, estão paralisadas desde o dia 16 de março, também devido às medidas de isolamento social preconizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como forma de prevenção ao coronavírus.

De acordo com informações das secretarias estaduais de Saúde até a noite desta quinta-feira, o país já tem mais de 30 mil casos confirmados da doença, com quase duas mil mortes, sendo o Estado do Rio o 2º com maior número de casos do país, 3.944, além de 300 mortes.

Mais lidas da semana