Mídias Sociais

Política

Nova composição após janela partidária transforma o PTB na maior legenda da Câmara de Campos

Publicado

em

 

A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes divulgou neste fim de semana a nova composição partidária da Casa, que já experimenta sessões plenárias semipresenciais, com vereadores participando por videoconferência, assim como acontece em diversas casas legislativas do Estado do Rio e do país devido à pandemia do coronavírus.

Com o fim da janela partidária, período do Calendário Eleitoral que permitiu que vereadores trocassem de partido sem o risco de perder as cadeiras, os legislativos municipais, que se prepararam para a disputa das eleições para prefeito, vice-prefeito e vereadores, em outubro desse ano, já começam a demonstrar mudanças em relação ao quadro após o resultado do pleito de 2016.

Em Campos, curiosamente, os 2 partidos que tinham maioria da Casa, PTC e PRP, com 3 parlamentares cada, não tem mais representatividade no Legislativo, perdendo o posto para PTB, que atualmente conta com 3 vereadores.

No caso do PTC, a debandada se deu devido ao partido não atingir a cláusula de barreira nas eleições gerais de 2018 e, com isso, perder o direito aos recursos do Fundo Partidário e ao horário gratuito de propaganda eleitoral no rádio e na TV, enquanto o PRP, ex-partido da família Garotinho, e que também não atingiu a cláusula de barreira, deixou de existir ao se fundir ao PATRIOTA.

Foram os casos dos vereadores, Cabo Alosimar (PODE), Jairinho É Show (PTB), e Renatinho Eldorado (PODE), que deixaram o PTC; e Jorginho Virgílio (DC), Josiane Morumbi (PROS) e Silvinho Martins (MDB), que saíram do PRP.

Apesar das mudanças de maioria partidária, a distância é pequena. Se o PTB é o novo maior partido da Câmara de Campos, PODE, CIDADANIA, PSB, PDT e DEM seguem colados na 2ª posição, com 2 vereadores cada um.

Em relação à antiga composição pós-eleições municipais de 2016, partidos como o PR, que mudou de nome para PL; e PHS, que se fundiu ao PODE, também desapareceram da Câmara campista, assim como o PSDB.

O PR perdeu Dr. Abdu Neme (AVANTE) e Eduardo Crespo (PSC); o PHS perdeu Enock Amaral (PSB) e Marcelo Perfil (DEM); e o PSDB perdeu Paulo Arantes (PDT). Com as mudanças, AVANTE, DEM, PDT, PROS, PSL e MDB, que não tinham nenhum vereador, passaram a ter representantes na Câmara.

Outros partidos que mudaram de nome, como PSDC, que virou apenas DC; PRB, que agora se chama REPUBLICANOS; e PPS, que passou a ser CIDADANIA, e ainda abriga o prefeito Rafael Diniz e o presidente da Casa, Fred Machado, além do vereador José Carlos, mantiveram sua representatividade no Legislativo.

A nova composição partidária da Câmara de Campos tem Dr. Abdu Neme (AVANTE), Cabo Alonsimar (PODE), Álvaro César (PRTB), Alvaro Oliveira (PSD), Fred Machado (CIDADANIA), Claudio Andrade (PTB), Enock Amaral (PSB), Fabinho Almeida (PSB), Igor Pereira (SOLIDARIEDADE), Dr. Ivan Machado (PDT), Jairinho É Show (PTB), Joilza Rangel (DEM), Jorginho Virgilio (DC), José Carlos (CIDADANIA), Renatinho Eldorado (PODE), Josiane Morumbi (PROS), Nenem (PSL), Eduardo Crespo (PSC), Marcelo Perfil (DEM), Genásio (PTB), Paulo Arantes (PDT), Rosilane o Renê (PSC), Silvinho Martins (MDB), e Pastor Vanderly (REPUBLICANOS).

Mais lidas da semana