Mídias Sociais


Política

Macaé reforça intenção de nova licitação do transporte sem esquecer ações de fiscalização junto à SIT

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé, através da Diretoria Geral de Transportes, da Secretaria de Mobilidade Urbana, segue com as ações de fiscalização junto à empresa Serviço Integrada de Transportes (SIT), concessionária responsável pelo transporte urbano.

Nesta segunda-feira, 6, os fiscais da pasta estiveram novamente na garagem da SIT com objetivo de fiscalizar os ônibus que prestam o serviço à população, e que são alvos de frequentes críticas pelos serviços prestados.

“Diariamente, inclusive nos fins de semana e feriados, a equipe de fiscais da secretaria realiza as fiscalizações nos terminais e em pontos estratégicos do município, inclusive na Serra”, ressalta o município.

A prefeitura explica que, durante as ações de fiscalização, são verificadas as condições dos veículos, como acessibilidade e itens de segurança, com os veículos aprovados recebendo o selo de vistoria 2022.

O município reforça que, enquanto a Mobilidade Urbana segue com as fiscalizações e com as autuações junto à SIT, o processo da nova licitação do transporte público segue os trâmites legais, mesmo com a previsão do término do contrato sendo apenas em 2025.

“Avançamos em algumas questões desde o ano passado, quando tínhamos 95 carros para atender o município e passamos para uma média de 200 veículos dia. Mais que dobramos a quantidade de ônibus. A intensificação das fiscalizações junto à concessionária também possibilitou um avanço, mas ainda não é suficiente para atender uma demanda como a cidade de Macaé exige. Por isso, a gestão municipal segue com o processo legal da nova licitação e, em breve, estaremos realizando a audiência pública para apresentar o projeto”, esclareceu o secretário de Mobilidade Urbana, Jayme Muniz.

A prefeitura ressalta que, durante o processo da nova licitação, também foi realizada uma consulta pública, não obrigatória, mas que possibilitou um espaço para a participação da população que usa o transporte público.

“Enquanto seguimos com a nova licitação, as fiscalizações acontecem rotineiramente, com ênfase nas questões de itens de segurança e acessibilidade dos veículos. Fazemos as cobranças junto à concessionária para que ofereça um serviço que atenda a demanda da população. Também aplicamos autuações quando necessário”, concluiu o diretor de transportes da pasta, Luiz Carlos Moreira.

Mais lidas da semana