Mídias Sociais

Política

Macaé acompanha crescimento nacional e estadual e registra mais de mil novos postos de trabalho em fevereiro desse ano

Avatar

Publicado

em

 

Na cabeceira da mesa, em coletiva de imprensa em Brasília, secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, comenta geração de empregos registrados no último mês de fevereiro

Usando dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, publicou, na tarde da última segunda-feira, 25, que no último mês de fevereiro, o Brasil registrou a abertura de 173.139 novos postos de trabalho com certeira assinada em todo país.

Segundo a pasta do governo federal, o saldo do 2º mês desse ano é o 6º melhor da série histórica do CAGED desde 1992, sendo ainda o 3º ano consecutivo de saldos positivos e crescentes desde o período que o governo chamou de “recuperação do contingente de empregos celetistas desde 2017”.

O crescimento também se deu no Estado do Rio de Janeiro, que, no mesmo mês, alcançou o registro a abertura de 9.753 novos postos de trabalho com carteira assinada, a melhor marca de fevereiro desde 2014, quando registrou 25.820 novos postos de trabalho com carteira assinada.

“É a sinalização de que a retomada dos empregos será consistente neste ano. Os indicativos que temos dado pelo Ministério da Economia mostram que o governo Bolsonaro (PSL) está conseguindo flexibilizar, desburocratizar e apoiar reformas estruturantes, e isso passa uma confiança ao mercado que certamente se traduz em retomada de investimentos”, acredita o Secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

O momento realmente tem apresentado números significativos de reaquecimento da economia, principalmente na geração de empregos no município de Macaé, cidade considerada polo para a indústria do petróleo no interior do Estado do Rio.

Considerando dados do CAGED, em fevereiro desse ano, a Capital Nacional do Petróleo registrou a abertura de 1.111 novos postos de trabalho com carteira assinada, confirmando a expectativa da retomada do setor de óleo e gás após a crise internacional do petróleo, de meados de 2014.

Ainda de acordo com Rogério Marinho, o número de empregos gerados em fevereiro desse ano, além de considerados “bastante expressivos”, também ficaram muito acima do número estimado pelo mercado financeiro, que era de 82 mil vagas criadas.

“É uma demonstração de que as mudanças propostas na economia, com flexibilização, desburocratização, retirada de entraves e uma visão mais liberal, passam confiança à economia real, no sentido de retomar o processo de contratações”, avaliou o secretário especial.

Se o crescimento no Estado do Rio e no país impressiona, em Macaé, o impacto é ainda maior considerando que os números de fevereiro desse ano são superiores a todos os números de vagas criadas nos meses do ano passado, e quase o dobro dos registrados em fevereiro de 2018, quando foram criadas 678 novas vagas de trabalho.

Com as vagas criadas em fevereiro, o município passa a ter 859 novos postos de trabalho registrados em 2019 com carteira assinada, se recuperando da retração de 252 vagas de janeiro, contra os 500 novos postos registrados nos 2 primeiros meses de 2018.

Mais lidas da semana