Mídias Sociais

Política

ANP lança pré-edital da 16ª Rodada de Licitações de petróleo com bônus mínimo de 3,2 bilhões de reais

Avatar

Publicado

em

 

Realizada março de 2018, a 15ª Rodada de Licitações arrecadou 8 bilhões de reais em bônus de assinatura de 22 blocos arrematados dos 47 blocos ofertados, com ágio médio de bônus de assinatura de 621,91%

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) lançou nesta segunda-feira, 25, um pré-edital para a 16ª Rodada de Licitações dos blocos exploratórios de óleo e gás, que acontece no próximo dia 10 de outubro.

De acordo com a ANP, serão oferecidos 36 blocos nas bacias sedimentares marítimas de Pernambuco-Paraíba, Jacuípe, Camamu-Almada, Campos e Santos, totalizando 29,3 mil quilômetros quadrados (km²) de área, e com bônus mínimo de 3,2 bilhões de reais.

Segundo a ANP, uma das principais alterações em relação ao edital da 15ª Rodada, foi a inclusão neste novo pré-edital de novos procedimentos e orientações para as licitantes apresentarem documentos para participarem do leilão.

Um dos destaques do pré-edital da ANP para a 16ª Rodada é o bloco exploratório C-M-541, localizado em águas profundas da Bacia de Campos, com bônus mínimo de assinatura em 1,375 bilhão de reais.

O bloco C-M-541 está localizado em área ao lado do bloco BM-C-33, operado, desde 2016, pelo consórcio formado pela Equinor (35%), pela Repsol (35%) e pela Petrobras (30%), e onde foram realizadas 3 descobertas no pré-sal, Seat, em 2010, Gávea, em 2011, além de uma grande descoberta de gás e condensado no prospecto Pão de Açúcar, anunciada em 2012, onde são estimados 1 bilhão de barris equivalentes.
“A aposta da ANP na área é tão grande que o segundo bloco com o maior bônus mínimo na concorrência tem valor fixado cerca de 4 vezes menor do que o C-M-541. Quem quiser arrematar o bloco S-M-883, na Bacia de Santos, terá que pagar pelo menos 372 milhões de reais”, avalia a ABESPetro.

Segundo comunicado do órgão, a 16ª Rodada de Licitação deve acontecer no dia 10 de outubro, com assinatura dos acordos em fevereiro de 2020, com consulta pública dos documentos até 9 de abril e audiência pública no dia seguinte, no Rio de Janeiro, com as inscrições na disputa terminando em 20 de agosto.

Em março de 2018, a ANP bateu recorde de arrecadação com a realização da 15ª Rodada de Licitações, obtendo 8 bilhões de reais em bônus de assinatura por 22 blocos arrematados, dos 47 blocos ofertados, com ágio médio de bônus de assinatura de 621,91%.

 

Mais lidas da semana