Mídias Sociais

Política

LOA do município de Campos tem previsão de orçamento superior a 2 bilhões de reais para 2019

Publicado

em

 

Secretária de Transparência e Controle, Marcilene Daflon, apresentou projeto aos vereadores e à população presente ao Legislativo, e prometeu investimentos 135% maiores em obras de infraestrutura no ano que vem

O projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício de 2019, de autoria do Executivo, foi apresentado nessa semana em audiência pública realizada na Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes.

A apresentação foi conduzida pela titular da Secretaria de Transparência e Controle, Marcilene Daflon, que explicou sobre o ciclo orçamentário, que ela chamou de “um processo dinâmico e contínuo com leis específicas que direcionam o seu funcionamento”.

A secretária esclareceu ainda que a LOA é um planejamento de curto prazo onde são estimadas receitas e fixadas as despesas do governo de cada ano, além de revelar que a previsão orçamentária 2019 é de 2,021 bilhões de reais.

De acordo com Marcilene Daflon, a previsão de orçamento para a Saúde em 2019 é de R$ 704.282.548,35, e para obras e reformas de unidades pré-hospitalares e hospitalares, a previsão no orçamento é de R$ 8.120.000,00, um aumento de 135% em relação aa este ano.

Ela acrescentou que, para a Educação, a previsão de orçamento para 2019 é de R$ 404.816.884,74, enquanto que na área de infraestrutura, o programa “Viva o seu bairro” terá orçamento previsto de 40 milhões de reais no próximo ano.

Após a apresentação inicial, a secretária ouviu sugestões dos vereadores e da sociedade civil, como a representante da Associação Raízes, Sara de Souza da Silva; o representante da Associação Cultural, Educacional e Esportiva para a Saúde e Qualidade de Vida do Idoso (Projeto Mangabinha), Estevão Souza de Azevedo; a presidente da Associação de Pais de Pessoas Especiais do Norte e Noroeste Fluminense, Naira Regina de Barros Cordeiro; o presidente do Conselho Municipal para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Renato Barbosa Vieira, o presidente do Instituto Nacional de Prevenção de Acidentes e Doenças Ocupacionais, representantes da Pescarte; a representante das comunidades Quilombolas, Lucimara Muniz; representantes do Conselho da Mulher.


 

Mais lidas do mês