Mídias Sociais

Política

Liminar que mantinha Grasiella Magalhães na Prefeitura de Iguaba Grande é suspensa

Publicado

em

 

A 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu por unanimidade, no final desta terça-feira, 19, negar o provimento ao agravo regimental impetrado pela defesa da então prefeita de Iguaba Grande, Grasiella Magalhães. Com a decisão fica revogada a liminar concedida pelo STF, no ano passado, que mantinha o cargo de prefeita a Grasiella.

A decisão também afeta o vice-prefeito Leandro Coutinho, que iria assumir o cargo após o afastamento da prefeita na manhã desta terça-feira, 19, depois de ser denunciada por crimes de corrupção e fraude em licitação.

Agora, quem irá assumir o cargo é o presidente da Câmara, Balliester Praguer. Com isso, é possível que o município passe por uma eleição suplementar, o que não era esperado na cidade.

 

Mais lidas da semana