Mídias Sociais

Destaque

Licitação da iluminação pública de Rio das Ostras deve ser publicada na próxima semana

Publicado

em

 

Edital para contratação de nova empresa finalmente foi aprovado pelo TCE-RJ

 

 

Tunan Teixeira

 

Depois de quase meses de espera, a população de Rio das Ostras, que há alguns anos convive com uma cidade escura graças ao grande número de lâmpadas queimadas na cidade, finalmente podem sonhar com uma cidade iluminada.

Nesta sexta-feira, 4, a prefeitura informou que já não há mais empecilhos para a realização da licitação na qual será escolhida a nova empresa responsável pela prestação do serviço e pela manutenção regular do sistema de iluminação municipal.

Prioridade para a administração do Prefeito Carlos Augusto Balthazar (PMDB), o processo ganhou sinal verde do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), que aprovou o edital, que já deve ser lançado no próximo dia 16 de agosto.

“Atender a demanda de iluminação pública na cidade é uma das principais prioridades da nossa gestão. Sabemos que os trâmites burocráticos do processo causaram uma demora nesse processo, mas sempre estivemos empenhados para resolver essa situação rapidamente, até por entendermos que essa questão está ligada diretamente à segurança da população”, analisou o prefeito.

De acordo com a prefeitura, a manutenção desse serviço é uma das principais demandas do município, que convive com a insegurança da população, inclusive em áreas centrais da cidade, devido à falta de iluminação.

Ainda conforme a prefeitura, a atual gestão herdou um débito de aproximadamente 3,5 milhões de reais com a antiga concessionária de iluminação pública, relativo à falta de pagamento nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016

O governo municipal revelou que em janeiro deste ano, havia mais de 2 mil pontos de luz queimados e danificados, devido à falta de recursos para manutenção do contrato e a execução de serviços.

“Atualmente o número de pontos sem manutenção chega a 6 mil em toda a cidade”, contou a prefeitura.

Segundo o edital, a empresa que vencer a licitação terá de fazer a manutenção e manter acesos todos os 22 mil pontos de luz já instalados na cidade, além de implantar, durante a vigência do contrato, lâmpadas de led em, no mínimo, mil pontos, tecnologia que vai garantir um menor consumo e permitir, automaticamente e remotamente, o desligamento e a redução de intensidade em locais pouco movimentados.

“Estamos sempre procurando novas tecnologias que venham garantir eficiência no serviço prestado à população e redução de custos aos cofres públicos, sempre em busca do conceito de Cidade Inteligente”, explicou Carlos Augusto.

Foto: Reprodução

Mais lidas da semana