Mídias Sociais

Política

Grupo do PSL cogita lançamento de candidatura de Filippe Poubel à presidência da Alerj

Avatar

Publicado

em

 

Deputado estadual eleito, Filippe Poubel (PSL), pode ser o nome do partido dos Bolsonaro para disputar eleição para apresentação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) contra André Ceciliano (PT)

Depois de confirmar uma reunião entre a bancada do PSL na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) e o senador Flávio Bolsonaro (PSL), para tratar do lançamento de uma candidatura à presidência da Casa, o partido parece ter chegado a um nome.

É o que informou a colunista do jornal Extra, do Rio, Berenice Seara, que revelou que um grupo do partido dos Bolsonaro trabalha para lançar à presidência o nome do deputado estadual eleito em outubro de 2018, Felippe Poubel (PSL).

O deputado, que tomou posse em 1 de janeiro desse ano, e assume uma cadeira na Casa em fevereiro, quando recomeçam aos trabalhos legislativos no Estado, estaria sendo apontado como nome para impedir a eleição do presidente interino, André Ceciliano (PT).

A própria colunista já havia revelado, no fim do ano passado, que Flávio Bolsonaro teria dito que faria de tudo para impedir que qualquer petista tivesse algum cargo importante na política estadual fluminense.

Chamando o PSL de “conturbado”, Berenice revelou ainda que o principal articulador de Filippe Poubel à presidência é o deputado federal não reeleito Marcelo Delaroli (PR), que chegou a ser cogitado como aliado dos Bolsonaro, e acabou como vice na chapa do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), derrotado pelo governador Wilson Witzel (PSC).

A colunista aponta ainda que o deputado estadual Anderson Moraes (PSL) está se firmando como futuro líder do partido na Casa, mas está longe de conseguir a unidade de “uma bancada para lá de heterogênea”, o que permitiria que a pessoas de fora se metessem nas articulações políticas que, em tese, seriam internas do partido.

Curiosamente, a jornalista acrescenta que o único deputado do partido do governador, Márcio Pacheco (PSC), que desistiu da candidatura à presidência da Alerj, anunciou apoio a Ceciliano, já que não tinha sequer o apoio do líder da bancada do PSL.


 

Mais lidas do mês