Mídias Sociais

Política

Grande número de proposições dos vereadores faz Câmara de Macaé votar matérias com 4 meses de atraso

Avatar

Publicado

em

 

O grande número de proposições protocoladas pelos vereadores na Câmara Municipal de Macaé gerou debates durante a sessão ordinária iniciada na manhã desta terça-feira, 20, e que adentrou a tarde, terminando perto das 13h.

Durante a apreciação das matérias, alguns requerimentos e indicações entraram em discussão e votação com meses de atraso, chamando a atenção de alguns vereadores, entre eles os oposicionistas, Maxwell Vaz (SOLIDARIEDADE) e Marvel (REDE), e os governistas, Luciano Diniz (MDB, na foto) e Dr. Eduardo Cardoso (PPS), que presidente a Casa.

Próximo do fim da sessão, o vereador Marvel chegou a pedir a retirada de uma indicação protocolada na Câmara em abril desse ano, mas que só entrou em pauta nesta terça-feira, alegando que o objeto da matéria já havia sido atendido pelo governo.

A indicação se referia a um mourão da Associação de Moradores da Nova Macaé, que teria sido derrubado acidentalmente por um caminhão da prefeitura durante uma ação de limpeza e manutenção de vias no bairro.

“Eu queria pedir a palavra, mas isso aí já foi um serviço que foi feito, né. A gente faz uma indicação em abril e vem em discussão 4 meses depois. Aí, fica até difícil de conversar, de debater sobre isso. A outra, anterior, foi até feito também, por isso que eu não discuti na matéria. Aí eu peço que nossas indicações sejam enviadas o mais rápido possível para a gente poder debater a tempo hábil”, comentou Marvel.

Primeiro secretário da Casa, o vereador Dr. Márcio Bittencourt (MDB) tentou dar explicações sobre o motivo dos atrasos das proposições, mas acabou criticado pelo colega da REDE, que não se sentiu satisfeito com as justificativas do emedebista.

“A justificativa do secretário é meio complicada porque ela foi lida, eu pedi um destaque e não foi discutida. A primeira vez que vai ser discutida é agora. Ela volta no outro dia, posteriormente. E infelizmente demorou 4 meses para ela ser debatida aqui em plenário. E isso prejudica, sem dúvida nenhuma, uma indicação de suma importância que é a reforma lá do meio ambiente do Sana, do local onde eles precisam muito, e que já foi feita, e também o mourão da Nova Macaé”, concluiu o autor das indicações.

Tentando apaziguar o debate, o presidente da Câmara esclareceu a Marvel que o atraso na apreciação das proposições dos vereadores tem se dado pelo alto número de matérias protocoladas pelos parlamentares, e não se trata de uma “cruzada” à oposição.

“Vereador, eu acho que isso aí não é uma cruzada contra o senhor não. Isso acontece com todos os vereadores aqui. A Casa produz muito, nem sempre a gente consegue acabar com todas matérias, isso aí não foi intencional contra o senhor. Eu tenho certeza disso”, avaliou Dr. Eduardo.

E o discurso foi apoiado pelo vereador Luciano Diniz, que também revelou ter uma proposição assinada em conjunto com o próprio presidente da Câmara que também demorou muito tempo para chegar à pauta.

“A gente tem hoje uma indicação justamente sobre esse assunto. São mais de 1.600 indicações protocoladas pelos 17 vereadores. A nossa indicações, de 3 meses atrás, minha e de Eduardo juntos, foi lida hoje. Mas essa não aconteceu ainda não. Foi importante. Então, assim, acontece; eu vejo acontecer com todo mundo. O importante é o vereador ver se aquelas 5 ou 7 [indicações] que colocam lá, estão de acordo com a necessidade, ou se já foram executadas. É o que eu faço. Mas aconteceu isso hoje comigo e com Dr. Eduardo”, concluiu Luciano.

Mais lidas da semana