Mídias Sociais

Política

Fernando Haddad e Ciro Gomes disputam vaga no 2º turno em nova pesquisa eleitoral para a presidência

Publicado

em

 

Em terceiro lugar, atrás de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), ex-ministro Ciro Gomes (PDT) venceria todos os principais candidatos à presidência em cenários analisados por nova pesquisa do Datafolha

Em nova pesquisa realizada pelo Datafolha e divulgada na madrugada desta quinta-feira, 20, os candidatos, Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT) começam a se desgarrar dos demais mirando uma eventual disputa do 2º turno com o deputado federal do Rio, Jair Bolsonaro (PSL), que segue na liderança.

Com 28%, o deputado federal fluminense continua na ponta, agora seguido por Haddad, (16%) e Ciro (13%), que já se afastam de Geraldo Alckmin (PSDB), que obteve 9% e de Marina Silva (REDE), que ficou com 7% das intenções de votos à presidência.

Em seguida, aparecem Alvaro Dias (PODE) e João Amoêdo (NOVO), com 3%; Henrique Meirelles (MDB), com 2%; e Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU), com 1%. João Goulart Filho (PPL), Cabo Daciolo (PATRI) e Eymael (DC) ficaram sem pontuação.

Ainda segundo a pesquisa do Datafolha, os votos brancos ou nulos registraram 12%; e 5% não sabem ou não responderam. O levantamento ouviu 8.601 eleitores entre 18 e 19 de setembro em 323 municípios, e tem margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo e registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-06919/2018. Na comparação com a pesquisa do dia 14 de setembro, o candidato do PSL subiu de 26% para 28%, enquanto Haddad subiu de 13% para 16%, e Ciro Gomes manteve 13%.

Os demais candidatos tiveram pouca ou nenhuma oscilação e a proporção de eleitores que declara que pretende votar nulo ou em branco passou de 13% para 12%, mesma queda sofrida pelo número de indecisos ou que não responderam, que passou de 6% para 5%.

Rejeição e 2º Turno – Em relação à rejeição, Bolsonaro continua disparado na liderança, sendo apontado por 43% dos eleitores que declararam que não votariam de “jeito nenhum” no candidato no 1º turno.

Em seguida, aparecem Marina Silva, com 32%, e Haddad, com 29%. A taxa de rejeição a Alckmin chega a 24% e Ciro tem 22%. Vera Lúcia e Cabo Daciolo tem 19% de taxa de rejeição; Guilherme Boulos, 18%; Henrique Meirelles e Eymael, 17%; Alvaro Dias, Amôedo e João Goulart Filho, 15%.

O Datafolha pesquisou ainda diversos cenários para o 2º turno, em que Bolsonaro empataria com Marina (42% a 41%), com Alckmin (39% a 40%), e com Haddad (41% a 41%), e seria derrotado por Ciro (45% a 39%)

O candidato do PDT, inclusive, aparece como o maior favorito à faixa presidencial caso consiga chegar ao 2º turno. Em todos os cenários analisados, Ciro venceria seus concorrentes com folga, derrotando, além do candidato do PSL, também Alckmin (41% a 34%), Marina (45% a 31%) e Haddad (42% a 31%).

Segundo a pesquisa, o candidato do PT não venceria ninguém no 2º, empatando com Marina (37% a 37%), e sendo derrotado também por Alckmin (35% a 39%), que venceria Marina (39% a 36%) em caso de um 2º turno entre os dois.

As eleições gerais estão marcadas para o dia 7 de outubro, quando serão eleitos senadores e deputados federais e estaduais, e, em caso de necessidade, o 2º turno acontece no dia 28, quando serão eleitos presidente e governadores que não tenham vencido no 1º turno.

 


 

Mais lidas do mês