Mídias Sociais

Política

Estrada de ferro que liga o Rio ao Espírito Santo entra em programa de investimentos do governo federal

Avatar

Publicado

em

 

Principal base da Petrobras no interior do Estado do Rio, cidade de Macaé pode ser uma das beneficiadas coma atração de investimentos graças à entrada de ferrovia no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), do governo federal

Uma importante notícia para o Estado do Rio e uma saída para os problemas de logística da indústria do petróleo localizada no interior do estado, já que a duplicação da BR-101 ainda se arrasta, o governo federal confirmou nesta quinta-feira, 5, que a ferrovia EF-118, que liga os estados do Rio e do Espírito Santo, agora faz parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

A informação foi confirmada pela Secretaria-Geral da Presidência, que revelou ainda que uma reunião do conselho do PPI deve ser realizada nos próximos dias para qualificar a chamada Estrada de Ferro Rio-Vitória.

Em novembro do ano passado, os governadores do Rio, Pezão (MDB), e do Espírito Santo, Paulo Hartung (MDB), estiveram no Porto do Açu, em São João da Barra, em busca de apoio do governo federal para a construção da ferrovia.

A expectativa é de que, com a possibilidade de entrada da iniciativa privada no empreendimento, a estrada de ferro possa gerar ainda mais investimentos para as cidades dos dois estados, e principalmente, para as cidades da Região dos Lagos e do Norte Fluminense, em especial Macaé, que concentra grande parte das empresas do setor do petróleo no interior do estado.

Mais lidas da semana