Mídias Sociais

Política

Eleitores de São João da Barra começaram a fazer cadastramento biométrico nesta segunda-feira, 17

Publicado

em

 

Campanha do TRE-RJ planeja cadastrar todos os eleitores do estado até as próximas eleições, em 2018

Tunan Teixeira

 

O município de São João da Barra começou a realizar o cadastramento biométrico de seus eleitores nesta segunda-feira, 17, se juntando a Resende, Itatiaia, Rio Bonito, Bom Jardim, Casimiro de Abreu, São Pedro D’Aldeia, Japeri, Quissamã, Carapebus, Mangaratiba, Cantagalo, Porciúncula, Paracambi, Guapimirim, São Sebastião do Alto, São José do Vale do Rio Preto, São João da Barra, Angra dos Reis e Magé, que já começaram a realizar o procedimento. Armação dos Búzios e Niterói já fizeram o cadastramento.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE-RJ), o procedimento, que vai até 15 de julho deste ano, é obrigatório para todos os 37.569 eleitores do município, inclusive aqueles com voto facultativo, como os menores de 18 anos, maiores de 70 anos e analfabetos.

O TRE-RJ informou que para agendar o atendimento, os eleitores devem acessar o site do Tribunal, pelo endereço ww.tre-rj.jus.br/biometria, ou ligar para (21) 3436-9000.

“Quem não realizar o cadastramento terá o título cancelado e, além de não poder votar nas próximas eleições, ficará sujeito a uma série de impedimentos, como tirar passaporte, prestar concurso público e obter empréstimos em bancos oficiais, entre outros”, explica o TRE-RJ.

Em São João da Barra, o atendimento será realizado na Rua São Benedito, 173, próximo ao Fórum, das 10h às 18h de segunda a sexta-feira, e das 10h às 16h aos sábados. O Tribunal reforçar ainda que, nos feriados, o posto de cadastramento não irá funcionar.

 

Documentação – No momento do atendimento, o eleitor deverá ter em mãos, original e cópia de um documento de identidade oficial com foto e de um comprovante de residência, como conta de luz, água ou correspondência bancária, desde que emitido até 3 meses antes da data do atendimento.

O TRE-RJ lembra que o comprovante deve estar no nome do próprio requerente, do cônjuge ou de parente até 2º grau, com cópia de documento que demonstre o vínculo familiar.

“Quem tiver o título de eleitor também deverá levá-lo. No caso de nova inscrição, os eleitores do sexo masculino maiores de 18 anos deverão apresentar, ainda, o comprovante de quitação militar. Já quem quiser atualizar o nome deve levar um documento que comprove a alteração dos dados, como a certidão de casamento, por exemplo”, acrescenta o Tribunal.

 

Tecnologia – De acordo com o TRE-RJ, o sistema com leitor biométrico identifica as impressões digitais e impede que alguém vote no lugar de outro eleitor, ou mesmo que utilize um documento falso de identidade para tirar o título, já que cada pessoa possui impressões digitais únicas.

O Tribunal explicou também que o processo é bem simples e ágil. Nele, os eleitores terão coletadas suas impressões digitais, tirarão uma fotografia digital e poderão atualizar seus dados cadastrais.

“No dia da eleição, ele será identificado em sua seção eleitoral por meio da impressão digital, e o sistema biométrico irá liberar a urna eletrônica para votação”, reforçou o TRE-RJ, lembrando que as próximas eleições serão para presidente, governador, deputados federais e estaduais, e senadores, em outubro de 2018.

Foto: Reprodução

Mais lidas da semana