Mídias Sociais

Política

Deputado federal eleito, Felício Laterça promete ser a voz de Macaé e da região em Brasília

Publicado

em

 

Delegado Felício Laterça (PSL) deve se reunir com o Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (sem partido), novamente nos próximos dias para se inteirar de pautas importantes para o desenvolvimento da cidade e da região

Em programa de rádio do vereador Robson Oliveira (PSDB), o deputado federal eleito, Felício Laterça (PSL), que chefiou a Delegacia de Polícia Federal na cidade de Macaé, voltou a afirmar que pretende ser a voz da região no Congresso Nacional, a partir de 2019.

O delegado contou que já tem, inclusive, agendada uma reunião com o Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (sem partido), para conhecer mais a fundo pautas importantes para o desenvolvimento da cidade, como a expansão do aeroporto, a construção do novo Terminal Portuário (Tepor) de Macaé, e as ações para agilizar a exploração de campos maduros da Bacia de Campos.

Defendendo que o momento da cidade e da região é de recuperação de empregos, Felício Laterça disse que fará todos os esforços em Brasília para dar andamento a essas pautas e trazer recursos para o município e para a região.

Sobre sua relação com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), Felício preferiu se manter mais cauteloso, pedindo que as pessoas não confundam boas relações institucionais com amizade, mas revelou que foi o próprio Bolsonaro, atualmente deputado federal pelo Rio de Janeiro, quem sugeriu a candidatura dele, reforçando que as relações entre os dois é boa, assim como os senadores eleitos no Rio, Flávio Bolsonaro (PSL) e Arolde de Oliveira (PSDB).

Sobre o senador, filho do próximo presidente, o diretor da Rádio 95 FM, Glauco Lopes (PSDB), ex-deputado federal e filho do ex-prefeito de Macaé, Silvio Lopes (PSDB), afirmou que Flávio deve voltar a Macaé em breve para agradecer aos eleitores da cidade o apoio em sua candidatura, assim como parabenizou o novo deputado federal do Rio.

Laterça falou ainda sobre as propostas de promover uma política de integração de forças em prol do desenvolvimento de Macaé e da região, lembrando a boa relação também com o governador eleito no Rio, Wilson Witzel (PSC).

“Nosso mandato vai ser pautado em cima disso, muito trabalho. O que não é falta é trabalho. Disse por vezes e volto a repetir: nós precisamos reconstruir o Brasil. É preciso um choque na segurança pública. Nós estamos alinhados com todos os problemas. Segurança pública é uma primeira coisa que o governo vai tratar. Já tivemos uma reunião lá no Rio. O PSL fez a maior bancada de federais no Brasil. Somos 12 deputados federais pelo Estado do Rio. Um total de 52 por enquanto. Vai ter a migração de outros partidos para o nosso, acreditamos. Isso já está sendo conversado. Vamos fazer uma grande integração para fazer o que precisa para o povo, o investimento ser realmente entregue. Isso vai ser outra coisa que eu fazer como deputado federal também. Vou fiscalizar, vou ser um fiscal do recurso que eu trouxer. Quero ver resultados. Sempre tive resultados na minha vida. E na política não vai ser diferente”, concluiu.

O deputado federal eleito em primeiro mandato para a legislatura 2019-2022, se equivocou apenas nos dados sobre as bancadas no Congresso, já que na verdade, o PSL fez a segunda maior bancada na Câmara Federal, atrás do PT, que elegeu 56 deputados federais em todo o país.

Felício Laterça adiantou também um de seus projetos, revelando o sonho de trazer um hospital de referência da mulher para Macaé, ressaltando a importância de valorizar os profissionais da Saúde na rede pública.

Além de desenvolvimento econômico, segurança pública e saúde, o deputado federal eleito no último dia 7 de outubro falou sobre as preocupações e projetos que ele tem para a área do turismo, revelando que o setor foi responsável por seu primeiro emprego, como office boy e guia de turismo numa agência de turismo.

“Macaé é o segundo maior parque hoteleiro do Estado do Rio, perdendo só para a capital. Temos notícias de vários aqui que fecharam, outros que estão aguardando voltar ter aquela pujança. Mas eu acho que o desenvolvimento econômico vai voltar a ocupar os hotéis. Mas a gente quer mais do que isso. A gente quer realmente dar conotação, porque Macaé é uma cidade belíssima. Ela une, como um amigo meu falava, comparando com o Estado do Rio, comparando com o mundo, ela une serra e mar. A gente tem que fazer essa conjunção aqui. Tem uma ilha belíssima ali que, bem, não é explorada. Então a gente tem que começar essa questão do turismo. É óbvio que a segurança, precisa organizar o nosso país. Nós estamos passando por imensas dificuldades. Lá fora, tem notícias de gente de lá de que o nosso país foi tirado do roteiro do turismo mundial. Nós vamos estar atentos a Macaé”, declarou Felício Laterça, que se disse disponível caso venha um convite para assumir um ministério no novo governo federal.


 

Mais lidas do mês